Sobre nós

Seja bem-vindo! Conheça um pouco sobre o blogue.

Legado da Adaga Negra

Leia tudo sobre o novo livro da nova saga da IAN: "Beijo de sangue"

The Fallen Angels

Conheça a série Anjos Caídos.

terça-feira, 14 de abril de 2015

MORCEGO PREVÊ O PRÓXIMO LIVRO DA IAN

Bom dia.

Se estás a ler isto e ainda não respondeste ao inquérito, vai lá e volta.
Está no post antes deste.
Já está?
Está tudo respondido?
Obrigada.

Isto é o que a estupidez faz a bichos tipo eu.

Abstenho-me de comentar.

Foi à hora do almoço e estava capaz de matar um...

Preciso de terapia...



Inquérito Os Livros de J.R.Ward

Saudações Amantes da Irmandade!

Hoje trago-vos um pequeno inquérito. Eu quero saber tudo e mais um pouco... Porque? Porque quero saber que sagas da nossa J.R.Ward acompanhas ou porque não acompanhas.

Qual a finalidade? Simples, irei enviar para a editora as respostas [daí não pedir nem nomes, nem emails, e isto trata-se de uma iniciativa minha, não é nenhum pedido da editora], escusado será dizer que respostas ofensivas serão eliminadas.
Tudo o que queremos é a vossa opinião, razão pela qual, não conhecem/não compram, o que seja.

Podemos contar com vocês? Vale tudo, desde não concordarem com as capas, livros demasiado caros, traduções sobre os joelhos [como já li por ai no face], pouca divulgação/informação, saga demasiado grande, etc..
Uma vez mais digo e repito... respostas ofensivas serão ELIMINADAS!


Até a próxima sombra...

*Nasan

quarta-feira, 8 de abril de 2015

THE SHADOWS – EXCERTO - SPOILERS





Afinal voltei hoje…

Quem é linda?

Miiiiiiiim.


Não é um excerto grande, mas é qualquer coisinha… Estive a ver o que podia sair hoje, mas não sei se me aguento muito mais a arranjar coisas giras. É tudo tão triste… Lindo… mas triste e tem de ser lido em contexto para não parecer uma choradeira pegada sem sentido, ou qualquer coisa assim. Apesar de ser muita lágrima… Ui, ui...

Tanquiús (estrangeiro para agradecida) à Viviana e à MissyLi. Digam o que querem ver traduzido, porque eu acho que só trabalho para vocês as duas… Os outros são maus, ruim e reles que não falam comigo. Vou amuar! Pronto. Já está! :D


Até à próxima!


Beijos bons.




SPOILERS






SPOILERS






SPOILERS






É MELHOR PARAR…




terça-feira, 7 de abril de 2015

THE SHADOWS – EXCERTOS - SPOILERS



Olá jeitosas e jeitosos!

Tenho más notícias.

Infelizmente, não sei quando voltarei a apresentar outros pedacinhos traduzidos. A gruta anda um caos com as crias à solta. Mas assim que for possível, ataco outra vez. Tenho rezado muito à Santa Morcegosa para me dar mais espaço para o respiro e aguardo o milagre do ar.

Muito obrigada às coisas boas que por aqui esvoaçam, em especial à Viviana, MissyLi e Nancy (vou responder às vossas perguntas depois do aviso de spoiler, sim?)

Hoje vamos a um casal que não é do agrado de muita gente, mas que eu gosto… Layla e Xcor. Especialmente dele… mim gosta muuuuuuuuuito dele… É uma cena fixolinha que me fez rir…e não só… Não gostam do Xcor… até parece que é tudo miss universo… mim é… mas mim é só uma… e mim é boa… e mim quer o Xcooooooooooooooooor! He he he

Peço desculpa por alguma asneira, mas não tive tempo de rever o texto!... Vida de morcego é dose…

A todos mando beijos bons!






CUIDADO MINHA GENTE






QUEM NÃO QUER SPOILERS






É FAVOR PARA DE LER






OS DITOS ESTÃO À PORTA



segunda-feira, 6 de abril de 2015

THE SHADOWS - EXCERTO - SPOILERS


Boas noites!

Cá está a maluca com as suas traduções malecas. 

E nunca é de mais recordar que o mamífero alado é responsável pela publicação destas coisas e que sou acérrima defensora da compra de livros e da remuneração dos senhores tradutores que tiveram formação para o efeito. Por vezes, faço alterações de forma, mas nunca de conteúdo. São traduções amadoras e infelizes, mas são tudo o que por aqui se arranja.

Com nem a chefe Nasan, nem a chefe Katley, reclamaram, vou preparar a mala para ir para a terra dos amaricanos em dezembro... he he he... à pala delas!... Vai-me saber a pato.

Hoje trago o culpado da invasão da minha caixinha do fiçabuco: Throe! Ai, tantas queixas que eu ouço!... E eu a rir, porque o senhor vampiro bastardo nunca esteve tão interessante como agora! :D

E nesta cena que trago hoje vemos que há muita esperteza por trás. E não há como alguém que demonstra ter neurónios. Mim acha a inteligência sexy! Nem que seja para fazer asneiras...

Amanhã há mais. 

Não se esqueçam de deixar uma palavrinha nos comentários e aceito pedidos!

Beijos bons.






CUIDADO!




MUITA ATENÇÃO!




PARAR DE LER



PARA NÃO TER DE ENFRENTAR




A SPOILARADA QUE SE SEGUE




SPOILERS








SPOILERS





SPOILERS










- Estou muito agradada por me teres contactado. E lamento ter-te feito esperar.
Throe sorriu à fêmea que lhe falava e indicou-lhe o confortável sofá em que esteve sentado desde que chegara à propriedade.
- Não foi uma tarefa árdua. Estive quente e seco. E já foste tão atenciosa como uma anfitriã pode ser.
A fêmea aristocrática sorriu, a mostrar dentes tão brancos como os diamantes que tinha ao pescoço. Nos pulsos. Nos dedos e nas orelhas. De pé na modesta residência do caseiro, parecia uma modelo a quem fizeram uma má sessão fotográfica.
- O meu marido não está bem, - disse ela gravemente. – Tive de lhe dar assistência.
Vestida como estava num vestido colado de padrão leopardo, era caso para pensar de que tipo de assistência estava a falar.
Dificilmente seria o tipo de roupa que uma shellan usaria para aconchegar a roupa de cama do velho senhor.
Parecia mais, pensou Throe, que ela se tinha vestido para vir falar com ele.
- Sim. Lembro-me que estava combalido, - disse suavemente. – Lamento imenso.
- Estou tão desgostosa.
- Como podia ser de outra forma?
- Serei viúva em breve.
Ao acenar solenemente com a cabeça por comiseração, deixou deliberadamente os olhos percorrê-la do cabelo preto liso até aos pequenos pés.
A última vez que a viu, foi ali, mas havia menos roupa envolvida, tanto para eles os dois como para os seus camaradas Bastardos. Ela estava deitada à frente da lareira e ele e os soldados revolteavam à volta da sua carne nua, a alimentar-se e a foder. Foi à coisa de um mês a última sessão que já duram há quase um mês a intervalos irregulares.
- Só estás tu esta noite? – Perguntou roucamente.
- Sim, e tenho a dizer que, infelizmente, já não estou com Xcor. Deixei as lutas.
- A sério? - Ronronou. – E onde estás a morar?
- Presentemente estou entre moradas.
- A sério?
- De facto.
Ela aproximou-se, atravessou a divisão vazia até ele.
- Está quase a amanhecer.
Ele voltou a percorrer-lhe o corpo.
- Realmente. Bem, tenho de ir embora, então.
- Tão cedo, - amuou.
- Por segurança.
Distraidamente, passeou com os dedos até à anca dela, através do ventre… a junção das coxas. Pressionou-os através do vestido e tocou-lhe levemente na abertura.
- Tenho pena, mas o nosso encontro acaba agora…
- Talvez possamos chegar a algum consenso. – Disse ela.
- Oh? – Disse ele.
- O meu hellren é muito mais velho do que eu. Ele é o meu verdadeiro amor, claro.
- Claro.
- Mas por causa do avançado da idade, há certas necessidades minhas que ele não é capaz de cumprir regularmente.
- Creio que estás familiarizada com a minha competência nesse âmbito.
A fêmea sorriu de modo selvático.
- Sim. Estou.
- E parece-me justo que, oferecendo-me um quarto e comida, sejas compensada da forma que achares apropriada.
A fêmea pôs um dos seus pés calçados num tacão de agulha no braço do sofá e subiu a bainha do vestido até à cintura, mostrando-lhe o sexo despido.
- Talvez, primeiro, me devas refrescar a memória relativamente às tuas competências.
Throe ronronou no fundo da garganta e inclinou-se para ela, estendendo a língua, lambeu o caminho até ela. As ancas viraram-se para ele e a cabeça caiu-lhe para trás, ele chupava-lhe o cli…
E parou. Sentou-se.
- Há um problema.
- Sim? – Resmungou a levantar a cabeça.
Não posso ficar nesta cabana. Não se o Bando dos Bastardos vier aqui prestar… homenagem. Com certeza que numa propriedade tão grande como esta, haverá outras instalações disponíveis.
Ela enrugou a testa.
- És da linhagem dos Bluerme, não és?
- Sim. Do lado da minha mahmen.
- Então és um parente distante do meu hellren, por isso seria falta de educação nossa não te oferecer abrigo. Claro que, estando na casa principal, teremos de te comprar roupa.
Throe sorriu-lhe. Era tão perfeito.
No final de contas, ela e o marido apoiaram o golpe político contra Wrath e não havia modo de estarem contentes com o desmembramento do Conselho.
Tinha não só os seus com ele, como também tinha uma base de operações.
- Isso seria muito bem-vindo, - Disse, a passar as mãos à volta das ancas dela e a puxá-la de volta à sua boca.
Contra o sexo dela, murmurou:
- Agora, deixa-me demonstrar o meu afeto perante a tua natureza generosa.



(The Shadows, Capítulo 57)




Adorei esta parte!
Está um espetáculo!
E nunca gostei tanto do Throe...
Peço desculpa, mas não há heróis que prestem se não tiverem bons vilões e este Throe é fe-no-me-nal!

Quanto a línguas… ainda não esqueci as dos pírcingues:
Lassiteeeeeeeer…
Qhuiiiiiiiiinn…
Vishooooooooous…
Já vou em três!

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!...
E, como diz a música: "Venham mais cinco!"

SPOILERS - FUTURO DA IRMANDADE




Estes spoilers foram retirados de um outro blogue, cuja autora esteve presente na apresentação do livro The Shadows no dia 4 de abril em Cincinati, Ohio. Juntou o que pode da sessão de Perguntas e Respostas, foi ainda à página de facebook da autora e juntou tudo. No entanto, como a Ward andava a passear pela sala e nem sempre repetia as perguntas, algumas ficaram perdidas pelo caminho. Para além disso, era uma das bandidas do twitter que eu estava a controlar! He he he…

No meio disto tudo, só me surpreende ir para lá gente que não lê os livros, que só faz perguntas estúpidas e que não estão atentos ao que os outros perguntam e às respostas que se dão!... Gente totó!

Quem lá devia estar era mim e a Alex e a Sunshine e a VampyZ. Tudo pago pela Nasan e pela Katley. Isso é que era!

Meninas, juntem-se ao morceguito e vamos reinvindicar os nossos direitos, os nossos tortos e os nossos tudo!


Logo à noite vem mais excertos… ou ao fim da tarde… ou quando me der na telha :D

Beijos bons







CUIDADO COM O BICHO SPOILER






BICHO SPOILER TEM DENTES






OS DENTES SÃO AFIADOS






OLHA O SPOILER MAU



domingo, 5 de abril de 2015

THE SHADOWS – Excerto – SPOILERS




Boa noite!

O morceguito (je) está de regresso. Ontem andei atrapalhadita e hoje com a dona nas visitas de família, mais as visitas pascais, mais os bolos que andou a fazer, mais as malas, mais a viagem… acabei engaiolada… Foi muito mau… Mim não gosta de gaiolas. Mim gosta de ar fresco e de frutinha boa.

A Alex deve estar quase aí a pôr coisas boas. Ah, e se alguém volta a dizer que faço dela secretária, vai levar um chuto no rabinho jeitoso… Ai, ai! Para entreter o estômago, deixo aqui uma cena gira que tem Trez e Selena na mira. E estou aberta a sugestões de cenas para traduzir... É favor deixar mensagem, sim?


Espero que gostem.

Até amanhã.

Beijos bons









MEUS AMORES




SE NÃO QUEREM SPOILARADAS




PAREM DE LER



sábado, 4 de abril de 2015

Novidades sobre o Q&A do The Shadows

Olá Amantes da Irmandade, como estão?

Espero que a vossa Páscoa seja boa, não trago chocolates, mas trago algo muito melhor para vocês. ;)

Como sabem, hoje 4 de Abril, é o encontro da Ward com os fãs após o lançamento do livro The Shadows (Os Sombras) no passado dia 31 de Março. Então, hoje voltei às "origens" e vou ser a secretária da nossa Morceguinha. Ela anda a seguir Twitters e afins atrás de todos os pedacinhos perdidos na net sobre o que se está a passar em Cincinnati, e eu estou a juntás-lo para os colocar aqui. :D

Até agora temos que:


- Xcor e Layla (livro) provavelmente depois do Rhage (que para quem ainda não viu no facebook do blog, vai ser o próximo livro, The Beast, [A Besta]).



- Bloodletter era um dos guardas do pai de Wrath.



- Shellans não devem entrar no programa de treino.



- Os Irmãos não sentem o cheiro do Xcor na Layla por ela estas grávida.



- Os gémeos (os bebés do Qhuinn e da Layla)  não vão ser separados.



- O Trez pode vir a ser induzido.


-Butch e Marissa não querem crias para já.


- Lash vai ter livro. Ao que parece, até idiotas merecem ter a história deles. (pode ser que se descubra algo interessante :D)


- Assail fica bem quando tiver a Sola de volta.



- Throe está cheio de planos. (Eu não sei porquê estou a vê-lo a levar com o balázio no crânio se isto continuar assim)



- Blood Kiss (Beijo de Sangue) virá à baila a coisa do Butch e da Xhex enrolados. (e é assim que dá merda...)



- A Ward pensava que o Murdher já entrava neste livro que saiu, mas não aconteceu. Mas está para breve. :3



- Perguntaram se o Saxton era recruta no programa. A Ward pôs-se a dançar e disse que ela sabia uma coisa que mais ninguém sabia. (Eu não o consigo imaginar como guerreiro e vocês?)



- Uma bloguer andou a sondar as fãs e toda diziam que não levaram a mal a Selena ter morido. (Eu também não, nem sequer foi um choque pra mim)



Por agora é tudo o que conseguimos arranjar. Amanhã devem por as transcrições de tudo o que aconteceu e a Alex deverá tratar de por as coisas aqui para vocês. Até lá boa Páscoa e muitos chocolates.

Até à próxima publicação,
Sunshine ;)

Nova Imagem, Irmandade mais fresca

Saudações Amantes da Irmandade!!

Estamos no ar, voltamos finalmente!!

Quero agradecer de coração a nossa Leeh, do Blog Black Dagger Lovers do Brasil [espreitem, vocês vão adorar]. Pela atenção que me deu, uma menina super querida e amorosamente simpática, que cuidou desta vez da imagem do nosso Blog e foi ao encontro do que eu pretendia.

Muito obrigada querida, tens uma paciência de santa hehe

Espero que vocês seguidores, achem o blog mais leve e mais fácil de encontrar tudo o que procuram.

Sugestões aceitam-se...SEMPRE hehehe

Até à próxima Sombra....

*Nasan



THE SHADOWS – EXCERTOS – SPOILERS






Olá gente boa!

Eu sei que é de estranhar andar por aqui tantos dias seguidos, mas mim tirou uns dias só para espairecer as asas e estou a aproveitar para me dedicar à causa enquanto posso. Daqui a nada começa a maluqueira do costume chamada vida e trama-se tudo.

Mas eu tenho confiança e fé no resto do pessoal que, não é por acaso, têm feito um excelente serviço até agora. Queria agradecer à Nancy pela sua opinião (foste incrível! E é verdade que este livro não é tão explícito nas cenas de sexo), à Viviana (que está sempre de olho e não perde uma) e à Tamara (é sempre bom saber que agradamos). Para todas um beijo especial.

Aproveitem a leitura, porque vem aí mais uns quantos excertos!

Beijos bons.
















TOCA A PARAR DE LER A PARTIR DAQUI


PORQUE VEM AÍ


SPOILERS

sexta-feira, 3 de abril de 2015

THE SHADOWS – Depois de ler - SPOILERS




Obrigada à Ana Pereira (e obrigada nada. Foi um prazer! E os lenços fazem falta) à Missy Li (sua maluca!) e à Viviana (coisa boa) pelos comentários aqui no blogue e a todos os outros anónimos caladinhos e aos faladeiros da página do fiçubuk: Rute e Fabiana.

Hoje venho dar a minha opinião global e trago algumas coisinhas para ler.
E sim, vamos ter Rhage, V, Lassiter e Trez que é uma combinação excelente para ficarem com vontade de mais… muito mais… ok, estou a torturar!
A escolha foi fácil… digamos que a receita tem ingredientes muito sumarentos… Vishous… muito deliciosos… Lassiter… tudo de alta qualidade… Rhage… Ahhh… Trez… e eu parvejo…

Atenção: a tradução é da minha responsabilidade, é amadora e mal-amanhada. Todos os direitos pertencem a alguém que não sou eu e não se esqueçam: COMPREM LIVROS! É que se não comprarem, não há Irmandade para ninguém. E, vamos ser sinceros, vale bem a pena passar a mão pelas páginas… já que não podemos passar em mais lado nenhum… Vishous… Lassiter… Ahhhhh… sequela do aparvejamento…
E dedico isto à mia Muzo… que não esqueceu mim … e é um amor bom… Bb mMmm


            Beijos bons para todos!








NÃO LER SE NÃO GOSTAM DE


SPOILERS



SPOILERS

quinta-feira, 2 de abril de 2015

A MINHA LEITURA 3 - SPOILERS –THE SHADOWS (do capítulo 66 ao 87- fim)



            Olá!
Cá estou eu de novo.
Escusado será dizer que não sosseguei até conseguir ler tudo. Sou tramada, não sou? Não tenho culpa, o livro estava a chamar muito por mim.
Durante o dia de hoje vou organizar as ideias e dar uma opinião global do livro, mas só vou publicar amanhã, está bem? Tenho de pensar e isso é muuuuuuito complicado. Mim… pensar… combinação perigosa. E vou começar a traduzir umas coisitas também. Desejem-me boa sorte!
Obrigada à Sandra Fernandes à Missy Li e à Viviana pelos comentários.
E estou cá para explicar / responder a coisas. Não entrei em grandes pormenores, só contei o fio da história, por isso… estejam à vontade.
Vou-vos contar, então o final.

            Beijos bons.








NÃO LER SE NÃO QUEREM SABER



SPOILERS                 SPOILERS                                   SPOILERS

quarta-feira, 1 de abril de 2015

J. R. Ward fala sobre o livro "The Shadows"

Primeiro de tudo, olá, como estão todos?
Segundo, o meu grito de guerra preferido...
...
...
...
SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!
SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!
SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!SPOILERS!!!
...
...
...
A partir daqui és completamente responsável.
Notas: Erros de tradução agradeço que digam, desde que não seja em forma de crítica.
Só mais uma coisa. Nas minhas traduções, gosto de usar "..." porque não sou tradutora profissional. E com isso quero dizer que é fácil entender um texto, mas nem sempre é fácil encontrar as palavras certas para expressões que nem tem tradução lógica.
Sim, porque vou ser bem educada e traduzir por palavras bonitas alguns palavrões dela.

Depois de tudo esclarecido agora digo, espero que gostem.

-------------------

Pois é, ontem, como já devem saber, saiu o livro "The Shadows", 13º livro da saga da Irmandade da Adaga Negra. Como tal, a querida escritora não deixou passar a oportunidade de falar sobre o livro. Não consegui traduzir tudo ontem, quando saiu, mas aqui tem:

Versão traduzida:

"Ok, então hoje é 31 de Março, o dia do lançamento oficial do "The Shadows". Normalmente, eu não faço grande alarido dos dias de lançamento. Não há festas, não há celebrações - Eu não acordo com um brilho de satisfação. Por um lado, eu estou sempre a trabalhar em outra coisa. Por outro lado, como só és tão bom (boa) quanto a última coisa em que não "fizeste asneira", lançamentos são apenas uma chance de potencialmente falhar. (Conseguem ver o quão divertida sou de ter por perto?). Eu tipicamente apenas baixo a minha cabeça, fico focada no que quer que eu esteja a trabalhar, e fico animada para o evento no sábado (agora ISSO é algo que eu fico totalmente entusiasmada porque eu adoro sair com meus leitores!)

A outra razão pela qual eu não fico "entusiasmada" é porque, quando se trata de BDBs (Irmandade da adaga negra), geralmente há algo no livro que é controverso, e eu sempre me preocupo com a resposta do "mercado".

O que me leva aos meus Rice Krispies, "yo".

Então, eu sei que eu já disse isso antes, mas eu não tenho nenhum controlo sobre as histórias. Elas são o que são, eles fazem o que eles vão fazer, e se eu tento mudar alguma coisa, as imagens na minha cabeça "fecham" e eu não tenho nada.

Nada. "Nada".

De qualquer maneira, com isso em mente, vamos voltar ao Verão passado.

Então, lá estava eu, numa pequena mesa de canto, a comer cozido -

Não, espera. Essa é a minha frase favorita de "The Private Eyes" com Tim Conway e Don Knotts.

(Uma vez mais com sentimento, antes que as pessoas desistam deste post de blog.)

Então, lá estava eu, a começar a delinear "The Shadows", estabelecendo as imagens que tinham sido mostradas num documento ... quando percebi que algo estava errado. Até ao ponto em que eu tive que parar.

Lembro-me de ir passear Nomers, para tentar pôr a minha cabeça no lugar.

"A questão era", eu sabia que a Selena e o Trez iam acabar juntos desde o LOVER AVENGED (Na Sombra da Vingança). Havia, na verdade, um par de cenas apagadas no "Grande Acampamento" do par deles juntos, desse manuscrito. Naquela altura, cinco anos atrás ? Eu pensei que era realmente interessante ver esta isolada Escolhida com Trez - mas simplesmente não havia espaço suficiente nesse livro em particular então eles tiveram que esperar a sua vez.

Eu sabia que, eventualmente, eles viriam "à superfície".

Com a passagem do tempo. Avançar rapidamente um par de anos e mais um par de histórias, e foi engraçado, a ideia de fazer outra Escolhida apaixonar-se - considerando que eu já tinha feito o Phury e a Cormia - foi uma "chato" para mim. Um dos problemas com as Escolhidas é que, como elas foram emergindo da sua "educação culta", não há muita personalidade nelas. Elas são apenas folhas em branco - e dado a que eu "não tenho jeito" para escrever as mulheres, para começar, isso é um grande problema para um autor com o meu conjunto específico de pontos fracos.

Mas, como eu disse, estou presa a fazer o que me disseram - então no verão passado, quando o processo de delineamento do Trez e da Selena congelou cedo em mim, eu não tinha certeza do que fazer com isso.

A esse ponto, eu tinha visto primeiro o iAm e, em seguida Trez, voltar para o Território, para tentar encontrar uma cura para a doença de Selena. Extrapolando daí - que eu realmente deveria saber melhor não o fazer - eu assumi que o iAm iria encontrar o seu amor, e Trez iria encontrar a "sua" cura para sua fêmea, e, em seguida, yeaaaaaaaaaaaaaah, clássico (HEA - felizes para sempre + vocês sabem o quê) em todo o lugar !!!!

*Bocejo.*

Não que eu não gosto dos meus "felizes para sempre". É só que "pareceu" tão previsível.

Ainda assim, eu ia escrevê-lo. Porque isso é tudo o que posso fazer.

Então lá estava eu, a passear Nomers, a pensar, a pensar, a pensar... Quando, de repente, queria vomitar.

Foi nesse momento que eu percebi que não tinha conseguido o resto da história de Trez e Selena.

Era as suas mãos, sabem. Eu tive um visão da mão dela na dele, pele clara e escura "unidas" enquanto de agarravam um ao outro.

E Trez estava a aproximar-se...

A dizer as palavras que eu tinha falado ao meu Jonah no dia em que ele morreu.

"Estás pronto? Está na hora?"

Agora vamos voltar atrás 2 anos. Eu perdi o meu adorado golden retriever a companheiro de escrita, Jonah, por outras palavras, "Da Boo", em 2013, no Outono. Ele teve cancro, e era do tipo que não podias tratar porque não "responde" a quimioterapia. Graças ao meu amigo, que é o melhor veterinário do planeta na minha opinião, eu tive 10 semanas com o meu menino, e embora foram muito difíceis, eu não trocaria nenhum desses momentos.

Eu sabia que o Jonah ia morrer. Veja, eu sabia que Jonas ia morrer. O “caminho do relatório” tinha-nos dito exatamente o que ele tinha “isso” foi letal. Eu não tinha ideia de quanto tempo que tivemos, porém, assim eu fui forçada a ultrapassar cada dia, amá-lo e saber, a qualquer segundo, que eu ia absolutamente, positivamente, perdê-lo.

Foi um momento extraordinário. Um momento de tristeza inimaginável, de alegria ressonante, de terrível dor e medo, de grande riso.

Voltando aos meus Rice Krispies. Então, eu faço o que me mandam, escrever o que eu estou a mostrar, segue o líder ... e porque essa é a minha experiência, quando os leitores exigir saber porquê que eu "matei a Wellsie", por exemplo, eu simplesmente abano a minha cabeça e digo-lhes que eu não queria que ela morresse, também.


Eu não "escolho" as coisas. Eu não consigo escolher quem acaba com quem, ou o que acontece. Eu aprecio a partir do exterior como deve aparecer, que o autor está de alguma forma "no controlo", mas isso simplesmente não é a minha experiência.

Eu não queria que a Selena morresse. Posso assegurar pessoal que a última coisa que eu queria fazer era passar quatro meses a escrever um livro que me colocou de volta para o espaço “que me lembrou” de que eu tinha perdido o Jonas. Algumas das cenas no “the shadows” fizeram-me chorar tanto, que eu não podia ver o ecrã do computador. Eu odiava editá-lo. Eu odiava as cópias das edições.

Ah, e PS, foi muito divertido “actualizar” o meu chefe: oh, sim, eu sei que a heroína *** morre, mas é realmente um bom ...

Muito divertido. Sim.

Mas eu acho que é uma história de amor extraordinária.

Eu ouvi pessoas dizerem que o conflito é a base de todas as boas narrativas. Quanto mais eu estou neste negócio, mais eu acho que isso é verdade. E no que diz respeito ao Trez e a Selena, não há maior conflito com o seu amor... do que a morte dela.

Eu sinto que o Trez “ficou mais homem” de uma maneira que o surpreendeu até a si mesmo. E Selena era forte e interessante e valiosa por causa do que ela teve que enfrentar com tanta dignidade e força. Juntos, eles floresceram como pessoas e triunfaram como um casal ... mas só porque ela morre no final.

Caso contrário, teria sido um “yada, yada, yada”, final que não teria ”durado “por mais tempo do que a fração de segundo que te levou a fechar a capa de trás do livro.

Posso apenas dizer que a perda, a morte, quando vem, faz-me chorar ainda agora.

E sim, tal como LOVER AWAKENED (Na Sombra do Pecado), eu nunca irei ler “THE SHADOWS”  novamente.

Para fazer uma longa história curta - tarde demais (referência a Clue, desculpe, eu tinha que o fazer) - neste dia de lançamento, eu estou preocupada com o que os leitores vão pensar do que está neste livro. As pessoas estavam muito “chateadas” quando a Wellsie morreu - e eu compreendi totalmente.

Minha esperança é que, mesmo que as pessoas não gostem, pelo menos entendam. Porque isso significa que eu fiz o meu trabalho. Mas também entendo se as pessoas disserem: A sério, eu tenho “coisas más” que chegue na vida real a acontecer, eu não preciso disso na minha ficção.

Acreditem em mim, eu entendo isso. Eu odiei escrever este livro.

Isso é o que eu faço, no entanto. Eu escrevo o que eu vejo, o que eu estou a mostrar, o que me disseram. Sem a morte de Jonas, eu não acho que eu poderia ter escrito este livro - talvez alguns irão argumentar que o meu lado inconsciente estava a trabalhar através da sua morte ainda e é por isso que o Trez e a Selena foram abaixo como eles foram. Eu não sei - nem é tudo assim tão relevante para mim. Assim que eu vi aquele par de mãos juntas, o resto do livro desbloqueou ... e levou a uma das minhas cenas favoritas que eu já escrevi.

“THE SHADOWS” termina com Trez, iAm e (maichen?) na cozinha do Sal's - e iAm está a cozinhar para os três jantar. Quando terminam, Trez diz a maichen que ele desejava que ela pudesse ter conhecido Selena - e torna-se claro que iAm disse à sua companheira tudo sobre sua cunhada. Trez acaba a olhar para o teto, e perceber que se ele tivesse ficado no Vápiro, iAm nunca teria encontrado a sua própria felicidade: depois de anos de vida a sofrer pelo Trez, iAm finalmente tem a sua própria, vida feliz.

Trez é capaz de dar de volta ao seu irmão  -e ele permanece conectado ao seu amor, mesmo depois da sua morte.

Eu não estou realmente certa de como acabar esse post - exceto para dizer, para os leitores que estão decepcionados e / ou com raiva, que eu entendo, e eu sinto muito, e eu gostaria que tivesse sido diferente, também. E eu ainda acho que é uma bela história de amor.

Eu sinto falta do Jonah todos os dias. Ainda.

E eu amo minha menina nova, Nomers. Não como eu amava Jonas, mas isso foi para ele - e ela e eu temos nossa própria ligação especial que nunca vai existir com mais ninguém.

Isso é mais ou menos como a vida acontece.

De qualquer forma, estou a mandar abraços, e muitos obrigados pelo vosso apoio. Sem todos vocês, eu não estaria a fazer o que eu amo todos os dias.

J. R.»

-------------------


Versão Original:


«Okay, so today is March 31st, the official release day of THE SHADOWS. Usually, I don't make a big deal out of release days. There are no parties, no celebrations- I don't wake up with a glow of satisfaction. For one thing, I'm always working on something else. For another, as you're only as good as the last thing you didn't f*** up, releases are just a chance to potentially fail. (Can you tell how much fun I am to be around?) I typically just duck my head, stay focused on whatever I'm working on, and get excited for the event on Saturday (now THAT is something I get totally pumped for because I love hanging with my readers!)

The other reason I don't get all juiced up is because, when it comes to the BDBs, there's usually something in the book that is controversial, and I always worry about the market response.

Which brings me to my Rice Krispies, yo.

So, I know I've said it before, but I have no control over the stories. They are what they are, they do what they're going to do, and if I try to change anything, the pictures in my head shut and I got nothing.

Nada. Ziltch.

Anywho, with that in mind, let's go back to last summer...

So, there I was, in a small corner booth, eating stew-

No, wait. That's my favorite line from The Private Eyes with Tim Conway and Don Knotts.

(Once more with feeling, before people give up on this blog post.)

So, there I was, starting to outline THE SHADOWS, setting down the pictures I'd been shown in a document... when I realized something was off. To the point where I had to stop.

I can remember going to walk Nomers to try to get my head together.

The thing was, I'd known that Selena and Trez were going to end up together since LOVER AVENGED. There were actually a couple of deleted scenes up at the Great Camp of the pair of them together from that manuscript. Back then, like five years ago?, I thought it was really interesting to see this sequestered Chosen with Trez- but there just wasn't enough space in that particular book so they had to wait their turn.

I knew, eventually, they'd come to the surface.

Cue the passage of time. Fast forward a couple of years and a couple more stories, and it was funny, the idea of doing another Chosen falling in love- considering that I'd already done Phury and Cormia- was a total snooze to me. One of the issues with the Chosen is that, as they have been emerging from their cult-like upbringing, there isn't a lot of personality to them. They're just blank slates- and given that I suck at writing women to begin with, that is a big problem for an author with my specific set of weaknesses.

But, as I said, I'm stuck doing what I'm told- so last summer, when Trez and Selena's outlining process froze early on me, I wasn't sure what to make of it.

At that point, I'd seen first iAm, and then Trez, go back to the Territory, to try to find a cure for Selena's disease. Extrapolating from there- which I should really know better not to do- I assumed that iAm would find his love, and Trez would find his cure for his female, and then yeaaaaaaaaaaaaaah, classic HEA sh*t all over the place!!!!

Yawn.

NOT THAT I DON'T LIKE MY HEAs. It's just that felt so predictable.

Still, I was going to write it. Because that's all I can do.

So there I was, walking Nomers, thinking, thinking, thinking... when all of a sudden, I wanted to vomit.

It was at that moment that I realized I hadn't gotten the rest of Trez and Selena's story.

It was their hands, you see. I had a vision of her hand in his, the light and the dark skin twisted and turned as they held on to each other.

And Trez was leaning in....

Saying the words I had spoken to my Jonah the day he died.

"Are you ready? Is it time?"

Now let's go back two years. I lost my beloved golden retriever and writing partner, Jonah, aka Da Boo, back in 2013, in the fall. He had cancer, and it was the kind you couldn't treat because it doesn't respond to chemo. Thanks to my buddy, who's the best vet on the planet as far as I'm concerned, I had ten weeks with my boy, and though they were so very hard, I wouldn't have traded a moment of them.

See, I knew Jonah was going to die. The path report had told us exactly what he had and the sh** was lethal. I had no idea how long we had, though, so I was forced to get through each day, loving him and knowing, at any second, that I was absolutely, positively, going to lose him.

It was an extraordinary time. A time of unimaginable sorrow, of resonant joy, of terrible pain and fear, of great laughter.

Back to my Rice Krispies. So, I do what I'm told, write what I'm shown, follow the leader... and because that is my experience, when readers demand to know why I "killed off Wellsie," for example, I just shake my head and tell them that I didn't want her to die, either.

I don't "choose" things. I don't get to pick who ends up with whom, or what happens. I appreciate from the outside how it must appear, that the author is some how "in control," but that is simply not my experience.

I didn't want Selena to die. I can assure folks that the LAST thing I wanted to do was spend four months writing a book that put me right back into the head space I'd been in losing Jonah. Some of the scenes in THE SHADOWS made me cry so hard, I couldn't see the dayum computer screen. I hated editing it. I hated copyedits. I hated galleys.

Oh, and PS, it was so much fun pitching the outline to my boss: oh, yes, I know THE HEROINE F***KING DIES, but it's a really good...

So much fun. Yup.

But I think it's an extraordinary love story.

I've heard people say that conflict is the basis of all good storytelling. The more I'm in this business, the more I think that's true. And with regard to Trez and Selena, there is no greater conflict with their love... than her death.

I feel like Trez manned up in ways that surprised even himself. And Selena was strong and interesting and valuable because of what she had to face with such dignity and strength. Together, they bloomed as people and triumphed as a couple... but only because she dies at the end.

Otherwise, it would have been a yada, yada, yada, ending that wouldn't have resonated for any longer than the split second it took for you to close the back cover of the book.

Can I just say that the loss, the death, when it comes, makes me tear up even now.

And yup, just like LOVER AWAKENED, I will never read THE SHADOWS again.

To make a long story short- too late (Clue reference, sorry, I had to)- on this release day, I am worried about what readers will think of what's in this book. People were pretty p***ed when Wellsie died- and I totally understood way.

My hope is that even if folks don't like it, at least they get it. Because that means that I've done my job. But I also understand if people are like: seriously, I have enough bad sh** in real life going down, I don't need it in my fiction.

Trust me, I SO get that. I hated writing this book.

That's what I do, though. I write what I see, what I'm shown, what I'm told. Without Jonah's death, I don't think I could have written this book- maybe some will argue my unconscious side was working through his passing still and that's why Trez and Selena went down as they did. I don't know- it's not even all that relevant to me. As soon as I saw that pair of hands together, the rest of the book unlocked... and led to one of my favorite scenes that I've ever written.

THE SHADOWS ends with Trez, iAm and maichen in the kitchen at Sal's- and iAm is cooking the three of them dinner. When they're finished, Trez tells maichen he wishes she could have met Selena- and it becomes clear that iAm has told his mate all about her sister-in-law. Trez ends up looking to the ceiling, and realizing if he'd stayed in the Fade, iAm never would have found his own happiness: after years of living and suffering for Trez, iAm finally has his own, happy life.

Trez is able to give back to his brother- and he remains connected to his love, even after her death.

I'm not really sure how to end this post- except to say, to readers who are disappointed and/or angry, that I get it, and I'm sorry, and I wish it had been different, too. And I still think it's a beautiful love story.

I miss Jonah everyday. Still.

And I love my new little girl, Nomers. Not like I loved Jonah, but that was for him- and she and I have our own special bond that will never exist with anyone else.

That's kind of the way life goes.

Anyway, I'm sending hugs, and so many thanks for your support. Without you all, I wouldn't be doing what I love every single day.

J.R.»



-----------------



Não chorem, iremos superar isto! 
Beijinhos <3