Sobre nós

Seja bem-vindo! Conheça um pouco sobre o blogue.

Legado da Adaga Negra

Leia tudo sobre o novo livro da nova saga da IAN: "Beijo de sangue"

The Fallen Angels

Conheça a série Anjos Caídos.

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Sinopse e capa do Verdade de Sangue (Blood Truth)

Olá pessoal!

Como estão?

Sei que demorei para os outros, mas este, como era pequenino, foi bem rápido!

Cristina Santos, mais uma vez obrigada pelos comentários :D

Hoje temos a Sinopse e a Capa Americana no 4º livro do Legado da Adaga Negra, sei que não os temos cá e que vai ser um pouco deitar lenha na fogueira, mas se a nossa Nighty continuar a fazer o excelente trabalho que já tem feito aqui no blog pode ser que pelo menos fiquem a saber o que acontece na história. :)


Ora bem, então cá vem a capa primeiro: 



Ela foi divulgada durante o evento que houve no primeiro sábado de Abril, mas só agora é que a consegui colocar (achei que tinha mais lógica colocar com a sinopse, uma vez que ainda não a tinha traduzido).

E agora a Sinopse (com o original a baixo):

Verdade de Sangue (Blood Truth)

4º livro do Legado da Adaga Negra

---V.P.---

Enquanto recruta no programa da Irmandade da Adaga Negra, o Boone triunfou como soldado e agora luta lado a lado com os Irmãos. A seguir à morte inesperada do seu progenitor, ele é retirado da escala contra os seus protestos… e ele dá consigo a trabalhar com o Butch O’Neal, antigo polícia de homicídios, para encontrar um assassino em série: alguém está a ameaçar fêmeas da espécie num clube de role play ao vivo. Quando a Irmandade é chamada para ajudar, o Boone insiste em ser parte do esforço… e a última coisa que ele esperava era conhecer uma fêmea misteriosas e sedutora… que muda a vida dele para sempre.

Desde que a sua irmã foi morta no clube, Helaine tem estado comprometida em encontrar o assassino, independentemente dos perigos que ela encontrar. Quando ela cruza o caminho com Boone, ela não seba se há de confiar nele ou não… e depois deixa te ter escolha. Quando ela própria se torna num alvo, e alguém perto da Irmandade é identificado como suspeito principal, os dois devem trabalhar juntos para resolver o mistério… antes que seja demasiado tarde. Será que um louco irá meter-se entre amantes ou será que o amor verdadeiro e a bondade irão triunfar sobre um mal muito mortal?

---V.O.---
As a trainee in the Black Dagger Brotherhood's program, Boone has triumphed as a soldier and now fights side by side with the Brothers. Following his sire's unexpected death, he is taken off rotation against his protests—and he finds himself working with Butch O'Neal, former homicide cop, to catch a serial killer: Someone is targeting females of the species at a live action role play club. When the Brotherhood is called in to help, Boone insists on being a part of the effort—and the last thing he expects is to meet an enticing, mysterious female...who changes his life forever. 

Ever since her sister was murdered at the club, Helaine has been committed to finding the killer, no matter the danger she faces. When she crosses paths with Boone, she doesn't know whether to trust him or not—and then she has no choice. As she herself becomes a target, and someone close to the Brotherhood is identified as the prime suspect, the two must work to together to solve the mystery...before it's too late. Will a madman come between the lovers or will true love and goodness triumph over a very mortal evil? 
----

Quem será que acham que pode ser o assassino em série? Eu sinceramente não estou a ver ninguém próximo à Irmandade que possa fazer uma coisa dessas (pelo menos não me estou a lembrar de nenhum doido assim tão varrido).

E por agora é tudo, e como não tenho mais nada para traduzir por agora acho que vou seguir o exemplo da nossa Moony e ler o The Savior!!

Fiquem bem pessoal, e até à próxima!
Sunshine ;)

terça-feira, 16 de abril de 2019

The Caldwell Courier Journal de Abril, parte 5

Olá pessoal!!!!

Como estão?

Sei que demorou mas cá está! Já acabei de traduzir o jornal de uma ponta à outra!!!

Adorei esta parte, espero que vocês também gostem! :D

Vou colocar os links das outras partes e da versão original lá a baixo.


The Caldwell Courier Journal

Volume 1, Fascículo 2                                                                                                            Abril 2019

Pergunta a um irmão

Este mês, a Jessica Evink pergunta: O que é que os pais acham de namorarem com as vossas filhas… que dizer, o Z, o Rhage, o Qhuinn e o Blay devem ter alguns conselhos, certo?


Em resposta à questão da Jessica, pedi aos cavalheiros para se juntarem aqui na sala de estar do segundo piso (daqui está a Beth a moderar, já agora). Também adicionei o Xcor nesta uma vez que ele também é padrasto. Força, rapazes!

#################

Rhage: Vou começar isto para dizer que não vai haver nenhuns encontros, por isso isto NÃO vai ser um problema para nós com a Bitty.

Qhuinn: *faz um high five ao Rhage* Afirmativo.

Xcor: Concordo.

Z: Sim.

Rhage: Fantástico! Estamos feitos e eu estou com fome. Quem quer alguns tacos? *levanta-se*

Blay: Pessoal, sem brincadeiras.

Rhage: Queres enchiladas? Também temos dessas…

Blay: Era suposto respondermos a esta pergunta a sério.

*toda a gente põe-se a olhar para o ruivo*

Rhage: E nós respondemos. *olha à volta* Não respondemos? *coro de sins*

Blay: Não, não responderam. Estás a querer dizer que quando a Bitty chegar à tua beira e disser – Pai, eu gosto mesmo deste rapaz e gostava que o conhecesses, - vais-lhe dizer não só que ela não pode trazer o rapaz cá a casa, mas que ela também não pode ir jantar com ele?

Rhage: *senta-se devagar* Bem, quando o dizes assim… sim, isso é exactamente o que vou dizer. Depois vou colocar uma bala num dos joelhos. Talvez em ambos. Provavelmente vai depender do quão esfomeado me estiver a sentir. Eu fico com bastante vontade de disparar quando estou hipoglicémico.

Qhuinn: *a acenar* Os machos estão completamente super-estimados. Quero dizer, olhem para nós. E os machos só querem uma coisa.

Blay: Amar as nossas filhas. Tomar conta delas. Honrá-las…

Xcor: Levá-las para a cama.

*sons altos de rosnados**estalo da segurança das armas a serem desarmadas*

Blay: *atira as mãos para o ar* Oh, vá lá. Todos vocês têm boas intenções para com as vossas fêmeas. Vocês estão em relações saudáveis. Porque é que não iriam querer o mesmo para as vossas filhas?

Rhage: Nós somos excepções que comprovam a regra.

Blay: Mas vejam o quanto mudaram.  Tu conheceste a Mary e acasalas-te com ela, e agora és uma pessoa diferente.

Rhage: Sim, e quais é que são as probabilidades de isso acontecer. E sabes quanto caos e dor é que eu causei algumas das fêmeas com quem estive? Não quero que a minha filha passe por isso. Eu era um prostituto e eu fiz bastantes danos colaterais.

Qhuinn: Proclama. *bate punhos com o Rhage*

Blay: Não podem evitar a dor nesta vida. E por vezes têm que passar por muito dela antes de o destino te dê o que queres *olha para o Qhuinn*. O que quero dizer é, vocês não as podem proteger de terem os corações delas partidos ou de experimentarem sexo.

*olhares negros por todo o lado*

Blay: *inclina-se para a frente* Um, vocês aperceberam-se que a Nalla, a Lyric e a Bitty vai fazer s…

Rhage: *tapa os ouvidos* Lalalalalalalalalala não vou ouvir isso…

Xcor: Não, elas não vão…

Qhuinn: Nunca enquanto eu for vivo…

Z: *abana a cabeça como se estive a ter convulsões*

Blay: *senta-se para trás* Uau. Isto vai ficar bem interessante depois da transição delas.

Rhage: Queres a minha conclusão? Queres que eu responda à questão a sério? OK, aqui está a minha, muito não politicamente correta, resposta. Se alguém macho quer namorar a minha filha, ele vai ter que vir ter comigo e perguntar-me e à mahmen dela propriamente. Depois ele vai ter que conhecer os meus irmãos e os meus manos e o Ruhn. E finalmente, vou apresentá-lo ao bom e velho tio Wrath que tem uma ótima relação com as pessoas. Depois se o c*brão miserável não se tiver cagado todo depois de tudo isto, e ele ainda quiser namorar com ela? Talvez,… apenas talvez… vou permitir que ele leve a minha Bitty até à cozinha lá em baixo e tome uma chávena de chocolate quente com ela. Talvez.

Qhuinn: *a acenar* Parece-me bem. O V pode fazer vigia através dos monitores.

Rhage: Exactamente. E eu vou estar de baixo da mesa. Com o tornozelo do b*stardo na minha boca.

Blay: Estão a dizer que as vossas filhas não são espertas o suficiente para verem através dos palhaços? Que vocês não as vão criar para que têm auto-consciência, auto-estima e bastante valor pessoal? Que vocês têm tão pouco respeito e consideração pela autonomia delas e habilidade de conduzirem as suas próprias vidas que vocês são ficar atrás delas como senhores da guerra a proteger de uma fraqueza que apenas vocês percebem que elas têm? Pela vida toda delas?

Rhage: *inclina-se para a frente* Não, estou a dizer que a Bitty é o meu coração a bater fora do c*ralho do meu corpo e que o mundo está cheio de rapazes de m*rda e aberrações que não a valorizam como eu o faço. Eu olho por mim e pelo que é meu e nunca irei desculpar-me por isso ou fingir que a violência contra as fêmeas não é uma realidade neste mundo. Eu amo a minha filha e eu confio nela para tomar conta de si… o que eu não confio, o que eu nunca irei confiar, é um estranho que entra na vida dela com um pênis nas calças e uma ideia genial na cabeça dele. Agora, toda a gente e os tios deles são pelo empoderamento e isso é fantástico. Eu apoio-o completamente. Mas que f*des com a minha filha, estás a pegar na tua vida com as tuas mãos, e nenhuma quantidade da “auto-actualização” da sociedade vai mudar o facto de que se tu a magoares, vou colocar-te num C*RALHO DE UM CAIXÃO.

Blay: * inclina-se para a frente* Vou-te dizer isto aqui e agora, e eu digo-o com todo o respeito, por favor quero que saibas…que vai haver um momento quando irás ter que dar um passo atrás e deixar que a Bitty viva a sua própria vida. Ou ainda a vais perder. Eu percebo-te com a coisa da proteção. Mas tens que te perguntar a ti mesmo, estás a protegê-la… ou estás a tentar salvar-te de admitir que ele não é apenas a tua filha, mas uma fêmea madura que tem o direito de fazer as próprias escolhas. Não a podes manter uma menina pequena para sempre, Rhage. E ela não pode ser exclusivamente tua, como a Mary é. Ela não é algo que possas trancar numa cave só porque não aguentas vê-la crescer e maturar…

Rhage: *põe-se em pé num salto**mostra os caninos* Vai-te f*der…

Xcor: *mete-se no meio deles e segura no Rhage* Calminha…

Qhuinn: *protege o Blay* Rhage, tens que te acalmar…

Rhage: *espeta um dedo no Blay**voz volumosa* Tenta essa m*rda com a tua própria filha, está bem? Tenta imaginá-la violada e descartada no meio da rua porque ela saiu com um macho que ela pensava que era um bom tipo e tu confiaste na m*rda do “ela sabe tomar conta dela própria” e ele f*deu-a toda! Estou-te a dizer isto, aqui e agora, vai haver um momento quando alguém faz alguma coisa merdosa à Lyric e vai querer f*de-lo até ele sangrar do rabo e precisar de um desgraçado de um transplante de fígado porque foste atrás dele com um pé de cabra! Veste-te na retórica da auto-estima aquilo que quiseres, mas espera até a Lyric estar fora e sozinha toda a noite e vê como que c*ralho é que te sentes na altura…

Beth: Chega! Isto foi longe de mais! *à medida que o Rhage se acalma, vozes mais baixas* Acho que precisamos de nos acalmar aqui. Meu, nós… uau. Está bem, então aquilo aconteceu.

*silencio**respirações pesadas por todo o lado*

Blay: Oh, meu Deus.

Rhage: O quê. *os olhos brilham* Di-lo. Di-lo m*rda…

Blay: Obrigado. *empurra o Qhuinn para fora do caminho* Obrigado, oh, Deus…

Rhage: *parvo**afasta-se do Xcor* Desculpa? Porquê…????

Blay: *abraça o Rhage* Tu és o melhor.

Rhage: *olha para o Qhuinn**gestiona com as mãos, todo WTF?* Um… Eu ainda agora ia-te esfaquear? Queres ser esfaqueado? Há alguma coisa que precises de falar com a Mary, tipo és suicida ou…

Blay *fecha os olhos* Por dizeres que a Lyric é minha filha. Por me deixares estar dentro disto como um verdadeiro pai.

Rhage: *levanta uma sobrancelha* Do que é que estás a falar? Tu és um pai de verdade? Tal como eu? Não percebo. O que é que me está a escapar?

Blay: *afasta-se um bocado* *os olhos brilham com lágrimas* Tu e eu estamos em lados diferentes da discussão, mas eu realmente… estava à espera que me dissesses que a minha opinião não contava porque eu sou só um padrasto.

Rhage: Oh, Deus não. *faz o sinal de tanto faz com a mão da adaga* Olha, estás errado em relação à coisa dos encontros. E nós vamos discutir bem mais sobre o assunto. Mas uma coisa que nunca questiono é que tu és pai dela… tal como o Xcor o é. Tal como o Qhuinn é. O nascimento apenas é parte disso. Aprendi isso quando adoptei a Bitty. O que é importante é aparecer todas as noites e amá-los com a melhor das nossas capacidades. A concepção e o nascimento de algumas maneiras é a parte mais fácil.

Blay: *esfrega os olhos* Obrigado. Significa tanto para mim. Obrigado.
*grande abraço entre eles**alguém funga, mas ninguém admite quem**o Qhuinn esfrega as costas do companheiro*

Z: *do sofá* É tudo apenas hipotético de qualquer maneira.
*todos olham para o Z*

Rhage: Porquê? *vira-se e funga**volta a virar-se* Porque vamos matar todos os machos com idade para sair?

Xcor: Isso iria requerer algum esforço, mas alinho.

Qhuinn: Há três de nós, contudo. Partilha a carga.

Xcor: Podemos fazer isto…

Z: *encolhe os ombros* Estamos a imaginar que vai acontecer o pior. Que um canalha incompetente vai aparecer à porta das nossas filhas com uma erecção, um livro negro cheio de nomes de outras fêmeas e um canivete escondido no bolso do c*. Estamos a ficar agressivos agora porque estamos apenas a olhar o nosso pior medo na cara, e não a encontrar os olhos de um macho vivo e a respirar que realmente se importa com as nossas filhas. É fácil bater no peito e ser todo duro na teoria. Mas quando elas finalmente trouxerem alguém cá a casa, quem sabe… talvez realmente cheguemos a gostar do c*ralho do desgraçado.

Rhage: *coloca as mãos na cintura* Houve, Z, se vais continuar a fazer sentido assim, vou ter que deixar de andar contigo.

Z: *a levantar-se* Nunca vou gostar disso. Mas talvez consiga aprender a viver com isso se isso fizer a Nalla feliz. Eu acho que esse é o ponto do Blay. Ou pelo menos parte dele. Não sei. Doí-me a cabeça.

Beth: *do canto* Sabem que mais, não ia colocar os meus dois cêntimos na coisa, excepto para parar vocês os dois de se matarem. Mas, só para que vocês fiquem cientes, eu planeio em educar o meu filho para ser o tipo de macho que eu gostaria de estar com se eu fosse uma fêmea da idade dele.

Rhage: Então antes de conheceres o Wrath, querias estar com um psicopata com um gatilho muito fino, o vocabulário de um Nova Iorquino, e uma voz que faz com que os testículos de machos crescidos cheguem à cintura pélvica como se tivessem sido ameaçados com o final do negócio de produção de bovinos?

Beth: Bem, quando o colocas assim… *abana a cabeça para voltar ao assunto* Quero dizer, concordo com o que o Z está a dizer. Eu apenas quero que o L.W. seja o tipo de macho que os pais iriam gostar. Apenas isso.

*silêncio longo*

Rhage: *pragueja* Parece que temos todos que passar por isso.

Blay: Ámen para isso. Pelo menos temo-nos uns aos outros.

Rhage: E tacos. Quem quer? *o consenso é um grande sim* Vamos comer.


(Editado para adicionar: Enquanto o grupo saiu junto, o Rhage colocou o braço à volta do ombro do Blay e o Blay fez o mesmo. É uma boa lembrança de que mesmo que não concordem um com o outro, a família ainda se mantém… e mastiga… junta! Mas fogo, vai ser um longo caminho até isto ficar resolvido, estou-vos a dizer.)

----

E então? Temos o Blay a voz da razão e depois temos todos os outros... XD

Quero só dizer que fiquei comovida com a conclusão que o Z tirou após ouvir o Blay. :)

Artigos anteriores:

sexta-feira, 12 de abril de 2019

The Caldwell Courier Journal de Abril, parte 4

Olá pessoal!!!!

A quem estiver a ler, este demorou bem mais do que pensava e por isso peço desculpa... (espero que o próximo, que eu ainda não li mas parece ser bastante interessante, não me demore tanto tempo a fazer)

Obrigada à Nighty e à Cristina Santo por terem comentado o Post das perguntas e respostas do lançamento d'O Salvador e era para dizer, caso não tenham visto, que respondi-vos lá. :P

Este mês, não temos o canto da cozinha do Fritz, mas em compensação, temos uma opinião/revisão de um filme pelo o nosso dragão preferido!

Vamos a isto!

The Caldwell Courier Journal

Volume 1, Fascículo 2                                                                                                            Abril 2019

A Revisão das Pipocas do Rhage

Death Becomes Her (A Morte Fica-vos Tão Bem)
Com Bruce Willis, Meryl Streep e Goldie Hawn
1992


Eu dou ao filme dois caninos para cima e um atirar de adaga! Este é um filme fenomenal com uma mensagem que vale a pena…  em adição a um número de dança, a Isabella Rossellini a usar um decote enorme, e a melhor explosão de caçadeira no Cinema Americano. Eu escolho-o não apenas por ser um clássico, mas por causa do tema Moonlightning do Lassiter para o horóscopo (contudo não lhe digam isso. Ou nunca mais ouço o fim disso.)~

Madeline Ashton (Streep), uma bela na desgraça, e Helen Sharp (Hawn), a sua amiga de infância, têm um longo historial de fazerem coisas desagradáveis uma à outra. Quando a Helen apresenta a Madeline ao homem dela como um teste à sua lealdade, o Dr. Ernest Menville (Willis), um cirurgião plástico de renome faz uma moção com os pés e casa com a Madeline. Sete anos depois, todos têm uma queda. A Helen ficou louca com a sua obsessão pela Madeline ter roubado o amor dela. A carreira da Madeline é praticamente arruinada e ela está a obcecada com a sua cara e corpo envelhecidos. E o Ernest é um alcoólico que está agora a pintar cadáveres em vez de operar em pacientes vivos.

Questões sobre o valor da vida eterna, e as consequências da vaidade e da inveja, são exploradas com o tipo de linguagem e sensação que eu gosto num filme. Além de ter cobertura de bolo saída de uma lata, Hell!/Mad!, vários close-ups de adagas, e um torso que é transparente… não consigo recomendar o suficiente. Um clássico completo!

Advertência: Não vejam isto com o Lassiter. Ele ficou tão excitado com a abertura do número de dança, acho que ele tem um paixoneta pela Isabella Rossellini (o que consigo perceber, mas não tenho a certeza se ele gosta dela como um companheiro semi-deus, ou se a tacada no bilhar o mandou sobre o precipício), e depois, ele anda pela casa a dizer, - Fláaaaaaacido. – aos ouvidos das pessoas durante três dias.

Vejam connosco (com o V e o Lassiter – não é uma boa combinação, já agora, se quiserem ficar concentrados no filme.)

1:57 Sabem, eu gosto de um bom flashback. Isto leva-nos de volta a 1978 (a partir de 1992, o que era 13 anos. Agora, são quarenta e um anos.)

2:37 Número de dança. O Lassiter está a insistir para o voltarmos a por para ele poder cantar ao mesmo tempo. Neste ponto, estou a desejar se a Hell a ser disparada para trás e para dentro da fonte mais há frente no filme.



2:50 O V está a dizer que o vestido dela é da cor dos meus olhos. O Lassiter está a dizer que o V tem um fraquinho por mim. E… yup, o V está a sugerir que o anjo caído gostaria de ser esbofeteado com 700 000 voltes de choque eléctrico, cortesia da sua mão amaldiçoada. Óptimo. Estou tão contente que estes dois estejam aqui a ver o filme comigo.

3:59 O Bruce Willis é tão feio. Adoro-o.

4:11 O Lass está a apreciar a vibração disco-jazz neste momento. Estou a considerar a ideia de implorar ao V para esbofetear o anjo com o seu espectáculo de luz.

9:05 Sete anos depois do casamento, a Helen tornou-se numa Sra dos gatos. O V diz que imagem do rabo em calças de treino está a fazê-lo sentir como se tivesse que ir para o ginásio.

9:25 Ok, esta é minha dispensa de sonho. Lata, após lata de cobertura de bolos. O Lassiter foi influenciado por isso foi à bancada dos doces buscar mais Milk Duds*.

9:37 Eu teria escolhido chocolate, não baunilha, mas respeito, Hell.

10:15 Vêm como a Hell está a ver a Mad a ser estrangulada, vezes e vezes se conta? O V está a oferecer refazer a cena com o Lass. A qualquer altura. Se não atrasasse a visualização em conjunto, eu pagaria ao V em Grey Goose para o fazer.

10:51 Quando a polícia chegou para vir buscar a Hell, fiquei preocupado com os gatos. Espero que alguém tome conta deles. Sempre me preocupo com os animais.

11:45 A Hell está num grupo na ala da saúde mental. Vêm como toda a gente grita sempre que ela traz a Mad à baila? É assim que toda a gente se sente quando Lass sugere que se veja uma maratona do A.L.F.*

17:05 O Ernest vai trabalhar na cara de um morto. Vêm aquele sorriso? Eu fí-lo na semana passada quando eu comi o tiramisu do Fritz. P*ta m*rda, aquela m*rda é legítima.

18:30 Eu gostaria de ressaltar que maquilhagem não faz sentido. Eu amo a minha Mary da tal como ela é.

22:52 Estamos no evento do livro. A Hell está com um vestido vermelho espectacular, estou contente por ela ter conseguido um melhor que a Mad. Eu gosto do desgraçado.

24: 56 Está mais alguém a ver a comparação do beijo Fredo/Micheal Corleone com isto?

26:34 NÃO HÁ NADA DE ERRADO POR SE SER DE NEWMARK.

28:56 O Fritz conduz assim à excepção do choro e do acidente de carro.

30:04 Estamos na casa da Hell, e eu tenho que dizer, o templo anti-Mad é um bocado Single White Female* para mim. Estou também a pensar que o V está quase a fazer um no berço porque o Lassiter está a atirar-lhe Milk Duds para a nuca.

31:08 Quando a Mad vai ao berço do semi-deus, tenho que dizer, o cinto dourado e o fato de spandex de corpo completo do mordomo do tipo é mesmo do género do Lass. Para vossa informação, ele está a concordar comigo. Isto é particularmente perturbante já que eu estou a dizer isto como um insulto ao estilo de roupa dele.

32:40 O Lass está-se aqui a babar por causa da Isabella Rossellini. Ofereci-me para colocar um bibe nele. Quando ele disse que me desafia a fazê-lo, e fi-lo. Agora, ele está a usar um do L.W. do Thomas e os seus amigos e parece bastante satisfeito consigo próprio. Não tenho a certeza se o Lassiter é doido, ou louvavelmente auto-consciente, considerando que a coisa tem o tamanho dum selo de correio nele.

36:21 Cena com adagas!

39:00 Hora das adagas!

44:38 Ok, todo este plano para se livrar da Mad? Faz-me lembrar do quão complicado é ser-se humano. Para nós? Nós não queremos alguém por perto? Eles acórdão mortos.

46:26 Sabem, a Mad e a Hell são impossíveis, estou a achar que eles merecem-se. E tendo em conta a maneira com o V e o Lassiter estão a discutir sobre os Cheetos contra os Cheese Puffs*, eu acho que eles se merecem da mesma maneira. Para além disso, a resposta: Ambos estão espectaculares. Não é nem um nem outro. As comidas, quero dizer.

49:30 Fláaaaaaaaacido (quando a Mad disse isto ao Ernest, foi espectacular, mas porra, torna-se velho quando vives com alguém que está sempre a dizer isso vezes sem conta. Pouco sabia eu que me iria arrepender de ter visto este filme à medida que a semana avançada.)

51:51 Sou a única pessoa que adora uns bons trovões e relâmpagos em filmes?

52:20 OK, então a Mad está ao fundo supostamente morta… e começa a mexer-se! Clássica m*rda de filme de terror.

54:20 Neste momento, gostaria de ressaltar que a coisa do corpo morto de volta à vida é bem mais engraçada nos filmes. Não é tão fixe na vida real.

54:20 – Agora estás na casa da m*rda amigo! – Mad. A MELHOR FALA DE SEMPRE.

56:44 Não sou um médico, mas não deverias ser capaz de fazer aquilo a um pulso. Só a dizer.

1:00:45 O que se passa com as três Virgens Escrivãs a flutuar corredor a baixo na morgue?

1:07:09 A Hell diz à Mad que ela é uma má atriz. Aquelas são palavras de batalha.

1:07:41 Está viiiiiiiiiiiiiiiiiiiivo!

1:08:15 A Mad atira a Hell com um tiro de caçadeira com dois tubos directamente para a fonte! Grande macha de sangue na piscina! Altos pontos para mim! Pontos baixos para o Lassiter, dado que o V está a sugerir que os dois refizessem a cena. Adivinhem quem é que vai dar o tiro, já agora? Está geralmente irritado, tem uma barbicha, e fica com as calças de couro reviradas se lhe mexerem nas definições do Google Chrome.



1:08:39 – Há momentos que fazem a vida vivida. – Sim, Mad, é verdade. Nós sentimo-nos dessa maneira sempre que o Lassiter sai de casa.

1:10:37 ADORO o buraco! Que consigam ver a fonte através dela lolololol

1:14:45 OK, então, a Mary gosta desta parte. Onde elas desembrulham o passado e admitem que a Hell pensava que a Mad é barata, e a Mad a magoou de propósito. Eu gosto da parte em que a Hell vai-se sentar no sofá, e a pega da pá passa através do buraco dela! Espera… isto soa sujo.

1:17:06 Vou ser honesto, os olhos da Hell estão a assustar-me. Eles são como os do V quando sugeres que os iPhones têm melhores máquinas fotográficas. Eu faço isto, não porque tenho uma opinião de uma maneira ou de outra, mas porque ele precisa do exercício. Olá, calças de treino?

1:20:40 O quarto da piscina do semi-deus está um bocado apertado, mas que posso eu fazer.

1:24:38 Mais alguém adora que o nome dos assistentes do semi-deus são Tom, Dick e Harry?

1:24:50 Gostaria de ressaltar que o personagem virtuoso é aquele que contempla as implicações da vida eterna: E se todas as outras pessoas morrem? E se eu me aborreço? E se o Lassiter esconde o comando nas suas calças de spandex e não nos deixar mudar o comando para outro lado além do Fuller House*?

1:27:59 Estas imagens do exterior da linha do telhado do castelo fazem-me lembrar da mansão.


1:30:55 Salvo pela piscina!

1:33:30 Adoro tudo isto! Especialmente na parte onde os amigos são a juventude eterna e as crianças são a vida eterna! Estou tão contente pelo Ernest nesta altura. Ele teve uma vida maravilhosa a ser um mortal.

1:35:15 A Mad e a Hell merecem uma eternidade infeliz e mal-intencionada juntas. E quão perfeito que é uma lata de tinta de spray que a Hell tropeça nas escadas, e depois quando a Mad não a ajuda, é bestial que ela agarra a Mad e a leva com ela. Mas tenho que me perguntar… quem é que limpou a confusão de partes do corpo???


*Milk Duds – é um caramelo revestido em chocolate, pensem nos M&Ms mas a parte de fora é da cor do chocolate e o interior é caramelo
A.L.F. – uma série de comédia dos anos 86 que terminou nos anos 90 sobre um alien chamado A.L.F. que caiu na garagem de uma família americana que vivia na Califórnia. Eu lembro-me vagamente da série, e segundo a Wikipédia chegou a dar em Portugal na RTP 1, na SIC Comédia e na SIC Radical.
Single White Female – filme de suspense de 1992, em pt(pt) foi chamado de Jovem Procura Companheira.
Cheese Puffs – uma espécie de bola de milho com sabor a queijo

Fuller House – série de televisão que começou em 2016 e que pertence à Netflix

------

Só para dizer que tive que acrescentar o 1:... porque no original a contagem voltou a 0 e eu não achei que fosse bem assim. :P


Artigos anteriores:

E aqui está a Versão Original!

Espero que tenham gostado e que fiquem bem!
Sunshine ;)

terça-feira, 9 de abril de 2019

Desmistificando as Sombras da IAN

Olá a todos

Por favor não vão buscar os chicotes para me começar a bater, eu sei que a muito tempo que não vos escrevo a muito tempo e por isso até mereço uns belos açoites 😜

Não sei se a vocês também acontece, quanto tem demasiado tempo livre meterem-se em grandes encrencas, mas a mim foi o que aconteceu… A um ano não conseguia arranjar trabalho e no que é que a minha cabeça pensou? Vamos fazer um mestrado! Parva eu que não sabia no entulho de trabalhos, apresentações e o diabo a sete em que me meti…

Anyway… Não é por isso que aqui estou hoje.
Como ja sabem, que a Sunshine tem vos deixado a par de tudo, o ultimo livro saiu dia 2. Por muita pena minha ainda não o comecei a ler, mas como tenho boas amigas que sabem que não me importo com spoilers, tenho vindo a saber de algumas coisinhas que se vão passando no livro.

Pois bem, é exatamente por isso que aqui estou hoje!
A minha sanidade mental tem vindo a decair nos últimos meses 😵 e a Ward não está a ajudar nada…

Lembram-se do belo do cronograma que comecei a fazer a um ano atras? (se não se lembram aqui está ele)






Que bonito que está não é? (eu juro que vou arranjar tempo em algum momento para voltar ao meu trabalhinho lindo aqui. Desculpa chefinha linda por não andar a cumprir o combinado?

Desde o inicio da série até ao guia foram 3 anos e 4 meses, entretanto aconteceu tanta coisa….

Deduzo que todos já tenham lido os últimos livros, e se bem se lembram já se passou a gravidez da Bella, da Layla e da Beth. Podemos considerar que a da Bella ocorreu naqueles primeiros 3 anos, completamente plausível, mas a da Layla e da Beth já foi muito recente. Só os livros do Thor e do Blay e Qhuinn são 1 ano cada, por isso, sem estar a acrescentar muito mais tempo vamos pelo menos para uns 7 anos passados desde o inicio da série (não se esqueçam que estou a fazer contas por baixo, estes 7 anos de certeza que são mais).

No entanto a nossa querida escritora, na sua insanidade mental, entretanto nos livros do Legado da Irmandade, que supostamente decorrem ao mesmo tempo que os da Irmandade, já fez referencias a tudo e mais um pouco da atualidade, no ultimo falou do Pokémon Go….
Não sou a única a ficar com as datas todas trocadas pois não? É que a mim 7 anos a mais que 2005 (mesmo que sejam 10 anos a mais) não vai dar 2018/2019... O Pokémon Go foi lançado em julho de 2016 por isso não bate a bota com a perdigota.

Para vos lixar mais os cálculos vou deixar-vos a pensar na ultima dela que está escrita neste ultimo livro…









Traduzindo….
"Como é que o Darius morreu?"
Vishous semicerra os olhos. "Como é que achas."
Murhder desvia o olhar. A guerra com a Sociedade dos Minguantes era uma merda. "Quando"
"A três anos e meio. E é tudo o que vou dizer"

E isto ainda é bem no inicio do livro… Digam-me por favor que não sou a única pessoa a querer mata-la por estas incoerências….

Vou voltar ao meu estudo e assim que conseguir venho trazer-vos mais algumas coisinhas.
Até a próxima
Moonligh



The Caldwell Courier Journal de Abril, parte 3

Olá pessoal!!!!

Como estão hoje? Desculpem a demora da tradução disto... Mas o tempo por vezes é escasso...

Espero que tenham gostado do que se obteve da Ward no passado sábado e que coloquei ontem no blog. Assim que conseguir traduzo também a sinopse do Verdade de Sangue (Blood Truth) e coloco "aqui" juntamente com a capa.

Hoje temos a coluna de conselhos do V e da Mary, que acham que vai sair daqui?

The Caldwell Courier Journal

Volume 1, Fascículo 2                                                                                                            Abril 2019

"Tia da Agonia" - Coluna de Conselhos

Pelo Vishous (com ajuda da Mary)

Caro Vishous,

Sou um rapaz de vinte e sete anos que trabalha em informática. Antes que perguntes eu gosto de PCs. Não dos produtos de Apple. Eu menciono-te isto na esperança de não seres muito duro comigo.

Há uma mulher que trabalha no meu departamento. Vou-lhe chamar Gamora. Ela é inteligente e divertida, ela consegue fazer tudo num computador, e ela é pela Marvel e não pela DC, como eu. Nós falamos durante o dia e, de vez em quando, estamos juntos em eventos da empresa. Ela é tudo o que eu quero numa namorada, talvez numa esposa, mas nunca a tinha visto fora do trabalho.

Na sexta-feira passada, muitos de nós fomos beber uma cerveja para comemorar o alcance das metas de desempenho. Fiquei surpreso quando ela veio connosco, e nós acabamos por falar por mais de duas horas. Falamos sobre todo o tipo de coisas, incluindo que ela estava a pensar mudar de emprego e tinha entregue o currículo online.

Eu queria convidá-la para sair há já algum tempo, mas não sei como… e agora estou preocupado que ela saia da empresa antes que tenha a oportunidade. Tens algumas sugestões? E se eu perguntar e ela disser que não?

Sinceramente,
A Tentar Arranjar Confiança.

*************
Vishous: A Tentar, estás a enervar-me com essa m*rda da Marvel. O Super-homem é que começou tudo. Ele é tão duro que precisaram de lhe DAR uma fraqueza. Ele foi o primeiro a ter super força, o primeiro a…

Mary: Ok, vamos arrumar a discussão sobre banda desenhada na gaveta…

Vishous: Mas isso é exactamente onde quero chegar. Ele só está preso em filmes. Ele está a ignorar a realidade da banda desenhada. Ele não é um verdadeiro fã de super-heróis, o que é à cerca da banda desenhada...

Mary: …

Vishous: O quê. É altura do cigarro outra vez?

Mary: E a pensar que eu estava preocupada com molho de churrasco.

Vishous: Hey, eu dei-lhe um desconto pela coisa de não ter frutos, o que queres de mim.  Em relação a esta situação com a mulher, tenho que Wilson(ar) isto.

Mary: ???

Vishous: B*las. Ele tem que fazer crescer umas, ou ir à Dick's* e comprar umas. Olha, a vida não é um ensaio geral. Se ela gostar de ti, óptimo. Se não gostar, talvez ela esteja a mentir em relação à coisa da Marvel, eu não sei c*ralho. Mas de qualquer maneira, devias descobrir, e o que é que te importa se ela não gosta de ti. Sentes-te atraída por uma desconhecida. Não sabes o suficiente sobre ela ou como é que te vai dar como ela para pensar que ela é a tal… o quê? Porque é que estás a olhar para mim assim?

Mary: Bem, porque tu estás, um… na verdade é realmente um bom conselho. A Tentar, o Vishous está certo em ambas as coisas. A dor é uma coisa inevitável na vida. Se gostarias de explorar uma relação com esta mulher, não podes perder por te estenderes um bocado e lhe pedires para sair. Não disseste se ela é solteira ou não, estou a assumir que é. Se ela não é e não referiu nenhum companheiro, então vais descobrir quando lhe perguntares. Mas o problema maior é assumires que ela é um bom partido para ti. Isto é algo que só podes saber com o tempo. Se ela disser não, se ela quiser ser apenas tua amiga, por favor não te sintas como se tivesses perdido a tua única oportunidade a ter um parceiro adequado.


V: Sim, porque talvez em vez da Gamora, descubras que prefiras ficar com a Mulher Maravilha…

Mary: Nós desejamos-te a melhor sorte! Deixa-nos saber como corre.

V: Faz google do “Dick’s Sporting Goods” para encontrar a loja mais próxima. E faz uma tentativa. Pode ser que sejas recompensado, e mesmo que não sejas, é melhor que não saber, ou perder a tua oportunidade porque ela vai embora.

Mary: Até o próximo mês, desejamos a todos um Abril maravilhoso!


*Dick's tipo Sport Zone


Artigos anteriores:

E aqui está a Versão Original!

O que acharam? Eu gostei, principalmente de todas as referências que apareceram... xD

E por hoje é tudo! O próximo parece-me que vai ser mais complicado para traduzir, por isso pode demorar, desculpem...

Espero que tenham gostado e que fiquem bem!
Sunshine ;)



Resumo bloodkiss #10 by NightShade

Saudações amantes da irmandade!!!

E por agora é tudo o que tenho... Mas não fiquem desanimados, a nossa NightShade prometeu voltar assim que lhe fosse possível...

Reza a história de que a malta não vive do ar... E eu não sou rica para puder pagar um ordenado e exclusividade 😥

Ai ai.... Vamos lá!!!

Capítulo 10 - 1ª Parte
  • Balas de borracha doíam como umas filhas da puta e Craeg, quando perdeu a conta das balas que lhe atingiram no peito, resolve oferecer as costas em vez da sua frente mais vulnerável. Ele agarra na mão de Novo e puxa-a para o chão da piscina, de barriga para baixo. A manter as cabeças baixas, eles rastejam para saírem dali. Só que, quando chegam às escadas da piscina, estas estavam electrificadas. Craeg olha para trás, para saber quanto tempo tinham antes dos Irmãos irem ter com eles.
  • Faltava muito pouco tempo, ele tinha que pensar depressa. Desmaterializar seria a única solução. Ele controlou-se, ignorando as dores, a gritaria, o pânico, as imprecações. Ele precisava de se concentrar em alguma coisa, ou em alguém. Ele visualizou a recepcionista atrás daquela secretária, o seu cheiro, a sua beleza, quando ele ouviu a voz dela, quando ouviu o nome dela pela primeira vez… Paradise. O corpo dele desmaterializou-se, sem que desse por isso. E sem um destino, materializou-se contra uma parede. Novo já se encontrava com ele.
  • Um a um, mais quatro recrutas, encharcados em água, conseguiram sair da piscina, o macho atlético do cavalo com arções, o tal que se parecia como um assassino em série, com os seus piercings e tatuagens num dos lados do rosto e do pescoço; o macho que teve o braço à volta da cintura de Paradise e mais um macho, alto e forte. Paradise foi a última a materializar-se.
  • Craeg precisou de se virar para não olhar para ela, ou arriscava-se a exibir uma emoção inaceitável e concentrou-se nos outros cinco recrutas que ainda se encontravam na piscina. Uma porta abriu-se, mesmo ao lado deles, e com uma brisa fria a atingi-los, ele cheirou o ar livre. O que quer que estivesse no outro lado daquela porta, estava escuro e não conseguia ver. Paradise pergunta quem vai entrar primeiro, e o tipo gótico dos piercings diz que vai ele, que não tem nada a perder.
  • Craeg não gostou do silêncio súbito que os rodeou, como se fosse um mau presságio, e o tiroteio tinha acabado, o que podia significar que aquele teste tinha acabado, ou então, os irmãos estavam a preparar outro tiroteio. Mas não, eles tinham desaparecido, só restavam eles e os recrutas que permaneceram na piscina, que estavam num estado lastimoso. Merda, onde estavam os Irmãos?
  • Ele decide entrar com o gótico e Novo avisa que fica em último. Craeg ordena à fêmea loira e ao seu… companheiro? Melhor amigo? E um tipo que era bonito numa perspectiva masculina, para ficarem no meio, assim não tinha que se preocupar com aquela fêmea, não que ele estivesse preocupado, claro.
  • Ele apresenta-se ao gótico e fica a saber que o seu nome é Axe.
Capítulo 10 - 2ª Parte
  • Paradise esperava tudo à medida que atravessavem aquele túnel, a ansiedade a crescer naquele espaço estreito, mas simplesmente foram dar à rua onde se encontrava uma fogueira. Os nervos dela não estavam a processar muito bem a falta de ataque. E o seu cérebro não conseguia computar a mesa montada com garrafas de água, barritas de energia e fruta.
  • Peyton diz que tem muita sede e o macho que ela não podia ajudar, a não ser olhar por ele, diz que aquilo pode ser uma armadilha ao que Peyton acusa-o de ser paranóico, nisto Craeg confronta-o perguntando se ele gosta de vomitar, Peyton era para responder, mas depois calou-se, e depois praguejou.
  • Craeg aproximou-se da mesa, avaliou as garrafas, levantou a toalha da mesa, levantou uma das garrafas de água, lentamente. O coração de Paradise voava, ela estava desidratada, mas tinha medo de ser envenenada. Ela nunca tinha sentido aquilo antes, a ser consumida pela sede, mas contendo-se a ir buscar aquilo que precisava.
  • Craeg informa que algumas garrafas não estavam seladas, quando ele encontra uma que estava, ele testou o líquido. Quando teve a certeza de que a água era segura, passou a garrafa a Peyton e este dividiu o seu conteúdo com os restantes. Passando às barritas, Craeg só passou aquelas, cujo invólucro não estava rasgado.
  • Paradise comeu a barrita, apesar de não ter fome, porque o que aí vinha, provavelmente significava que tinha que ter calorias, e para ajudar à festa, estava na rua em Novembro e molhada, a combinação não era boa se se ficasse à mercê dos elementos por muito tempo.
  • A porta por onde tinham saído fecha-se de repente e os recrutas começam a debater o que fazer a seguir. Novo diz que se encontrava ali uma cerca, mas Peyton avisa que por ser de metal, provavelmente estava electrificada. Essa dúvida foi clarificada quando alguém pega num pau e atira-o contra a cerca, só para verem o pau a ser chamuscado com várias faíscas.
  • Depois de mais algumas averiguações, eles percebem que só têm uma solução, caminhar no que parecia ser o único caminho disponível para eles. Sempre em frente e mergulhado na escuridão. Quando Paradise diz que têm de ir todos juntos, Axe resmunga a dizer que detesta trabalho de grupo. Todos começaram a caminhar em fila indiana.
  • Galhos estalavam contra a sola dos sapatos, alguém espirrou, mas Paradise mal registou isso, o corpo dela estava eléctrico, os seus instintos em alerta máximo, ela era a lâmina para qualquer coisa que estivesse de errado, para algo que ela não conseguisse identificar como seguro, que podia fazê-la paralisar ou, correr e fugir.
  • O caminho parecia não ter fim, depois repararam que cheirava a lenha queimada, foi quando todos perceberam que tinham chegado ao início, eles viram as próprias pegadas no chão, a mesa com o seu conteúdo tinha desaparecido e a cerca tinha sido movida para outra posição, tinha sido fechada para fazer um círculo fechado.
  • Peyton resmunga quando percebe que a Irmandade queria que eles andassem às voltas. Paradise pergunta porquê e é Novo quem responde, dizendo que os Irmãos queriam esgotá-los. O som de tiros a serem disparados espalhou o pânico e quando as balas os atingiram, as imprecações recomeçaram. Craeg grita a todos para recomeçarem a andar, que se o fizessem, as balas iriam cessar.
  • Craeg estava certo, quando todos começaram a andar, as balas pararam de voar, não era preciso ser-se um génio para perceber que, se eles parassem, levavam com aquelas balas de borracha malditas. Paradise achou que aquilo não seria muito mau, até porque ela gostava de andar a pé. Para passar o tempo, ela começou a admirar o físico de Craeg, e quando o vento mudava de direcção, fazia com ela cheirasse o seu odor. A melhor fragrância que alguma vez havia cheirado.
  • Paradise perdeu a noção do tempo a andar às voltas, o cansaço dominava-a, as boas notícias eram que aquela caminhada tinha que acabar com o crepúsculo, o sol não era uma boa notícia, nem sequer para os Irmãos. Ela ficou surpreendida com ela mesma por ainda estar de pé. Quem diria que um passeio pelo bosque seria a última prova?

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Evento com fãs em Cincinnati - The Savior

Olá pessoal!!!!

Achei que não se iam importar se desse mais prioridade a isto, espero que não me tenha enganado. :P

Este sábado houve o encontro anual da Ward com os fãs do qual saiu a revelação do próximo livro da IAN, do Legado e um livrinho extra que vai sair em Dezembro e uns quantos de SPOILERS (por isso quem não gosta de spoilers pode já ir embora...)

A Lista de livros que vai sair este ano e no próximo:

Agosto de 2019 - Verdade de Sangue: Legado da Adaga Negra - Boone & Helaine (assim que conseguir trato da sinopse)

Novembro de 2019 - Onde o Inverno te Encontra: Um Natal em Caldwell - Trez & Selena 

Abril de 2020 -  O Pecador: Irmandade da Adaga Negra - Syn & Jo Early 

Agosto de 2020 - O Chacal: Legado da Adaga Negra - ???


E agora...
Vamos a isto!!! (*Faz aquecimento aos dedos antes de trabalhar*)

---V.P.---
Finalmente! A longamente esperada transcrição do evento de 2019 para O Salvador em Cincinnati, Ohio.

Primeiro, um aviso dos transcritores: nós fazemos o nosso melhor para manter as perguntas o mais semelhantes ao que foi perguntado. Por favor, tenham consciência que às vezes temos que extrair as questões dos prefácios que incluem cenas ou referências que personagens. Também, o evento é muito agitado e há muito barulho de fundo, o que faz com que seja difícil ouvir tanto as perguntas como as respostas. O que faz com que aproximações das perguntas seja necessário, nós notamos o que pensamos ser o objectivo de quem pergunta.


Algumas abreviaturas que possam ser usadas:

HEA: Happily Ever After (Felizes para Sempre)

VE: Virgem Escrivã

(tudo o que aparecer em negrito e entre parêntesis ou eu a comentar – Sunshine 😉)


E sem mais demoras, aqui está a transcrição!!!!

*

*

Por favor têm a atenção, há numerosos SPOILERS mais à frente, por isso se não estás interessado em SPOILERS, não leiam a transcrição que se segue!!!

*

*

SPOILERS!!!! SPOILERS!!!! SPOILERS!!! SPOILERS!!! SPOILERS!!!!


P: Qual é o próximo livro de capa dura da IAN?

R: O livro de capa dura da IAN de 2020 é…. O Pecador (The Sinner), com o Sin e a Jo Early.

*

P: Qual foi o livro mais difícil para tu escreveres?

R: A história mais difícil foi o do Zsadist. Emocionalmente, foi duro. Eu sempre disse que nunca iria reler o livro do Zsadist. O outro foi o do Blay e do Qhuinn, mas porque era um aglomerado do que poderia correr mal, corria. Os computadores avariavam, ficheiros foram perdidos. Tive que gastar bastante dinheiro para arranjar um especialista para recuperar os ficheiros perdidos… e a coisa demorou e, demorou.

*

P: O que te inspirou a escrever estás séries?

R: Fui despedida da minha primeira editora. Eu comecei por pensar, eu tinha escrito como a Nora Roberts, mas o problema é, a Nora Roberts já escreve como a Nora Roberts. Por isso, depois de ser despedida, tive que me reinventar. Depois de duas semanas a pensar, estava sem o trabalho de que adorava e que talvez não voltaria a ter, eu tentei escrever alguns suspenses românticos. E, de repente, havia esta presença enorme na minha cabeça, e ele era do tipo, - O meu nome é Wroth… - O que não fazia sentido nenhum. Depois, havia todas esta pessoas na minha cabeça, e eu não tinha nenhuma explicação do porquê de eles me terem escolhido, mas, aqui estamos.

*

P: Quando é que vamos ter o Adrian e o Eddie (dos Anjos Caídos) de volta?

R: Então, no último livro (da série Anjos Caídos – que não temos em português) eles foram mandados, pelo Lassiter (desculpa lá, como assim? Eles foram mandados por Deus à procura do Lassiter, esta mulher está cada vez mais doida!!!!), e eu continuo a pensar, eles vão aparecer. E tenho continua à espera deles. E eu acho que vai ser n’O Pecador. (é que já não era sem tempo!!! E cada ano tens dado uma resposta diferente, antes a linha temporal não coincidia, o que é balelas como o pessoal que esteve atento aos livros conseguia perceber!!! *respira fundo* vamos é seguir em frente…)

*

P: A série dos Anjos Caídos está completa? Há alguma hipótese de eles apareçam na série da IAN? (Olá!!! O que é que foi a pergunta anterior?)

R: Sim, eles definitivamente vão estar no mundo da IAN quando o Adrian e o Eddie aparecerem. (E responde à segunda, que já tinha respondido, e não responde à primeira… então respondo eu, a série dos Anjos Caídos está completa, mas não temos a tradução do 6º e último livro, Imortal, em Portugal)

*

P: No final d’O Salvador, vemos o JM e o Zsadist a comer uma maçã… é importante que eles a tenham partilhado com a Nalla?

R: Sim, é definitivamente significativo, e também um Continuem a Ler.

*

P: Há um equilíbrio no mundo da IAN. O que é que o Lassiter teve que abdicar para salvar a Sarah?

R: Uma verdadeira resposta para isso é, o Lassiter não abdicou de m*rda nenhuma. Vocês sabem como a VE era toda, “Tem que haver um equilíbrio…” e toda essa m*rda, mas o Lassiter está-se a cagar. Ele usa collants com padrão leopardo, PAdS. (Por Amor da Santa) (acenos e concordância geral de toda a gente presente)

*

P: Na parte de trás do pescoço do Phury está lá um símbolo. Parece-se com o quê?

R: Não acho que o consigo descrever, e não tenho o talento necessário para o desenhar. Talvez tenha que arranja alguém artístico para o desenhar.

*

P: A Devina parece no próximo livro? (A Devina pertence originalmente à série dos Anjos Caídos)

R: Sim, a Devina definitivamente aparece n’O Pecador. Nós sabemos que o Omega tem quem acabar. Sabemos que o Butch é o Dhestroyer. Por issoooo…. Vocês não estão preparados para isto… ela apaixona-se pelo Butch. (que nojo!!! Será por isso e por causa da “morte” do Omega que o Butch e o Lassiter vão aparecer mais no próximo livro?) Sim, é uma grande revelação, mas eu quero que o vosso tempo seja recompensado por terem vindo a esta m*rda.

*

P: Há imagens da Língua Antiga, mas como é que ela soa?

R: Hmmmm. Isso seria interessante. Eu gostaria de fazer isso para pessoas que estariam interessadas em ouvi-la, mas isso iria demorar algum tempo…

*

P: Eu li o Prisioneiro da Noite, e eu não percebi. A IAN não sabia que os outros (na colónia penal) existiam?

R: A razão pela qual eu quero escrever livros como o Dearest Ivy e o Prisioneiro da Noite é para que eu possa focar-me o mundo. Não consigo encaixar tudo nos livros da IAN. Mas, isso significa que, por vezes, a linha cronológica pareça separada, ou como se as coisas não se enquadrassem no mundo maior. (só às vezes? O pessoal anda todo baralhado com a tua cronologia… u.u)

*

P: Quem é que estava a falar com a Jane e a Hannah do outro lado na tábua de Ouija

R: Era a Virgem Escrivã. (Se foi assim… alguém me explica porque raios é que a VE dificultou um bocado as coisas com o V e a Jane? O.o)

*

P: O Jose de la Cruz (o parceiro da polícia do Butch) um wolfen? (Essa pergunta já foi feita ano passado, estão a ver se a Ward muda de opinião?)

R: Não, ele é um tipo normal, um bom rapaz Católico. Mas gostaria de o ver outra vez no mundo da IAN. Não adorariam saber o que ele pensa dele?

*

P: Já foste abordada para um filme ou para a TV? Gostarias de ter controlo sobre o casting?

R: Eu sou abordada para filmes e especiais. Mas a escrita é aquilo que eu gosto. Por isso, desde que eu pudesse continuar a fazer os meus livros e personagens, eu fá-lo-ia.

*

P: Iremos ter mais do pai do Butch e do Manny?

R: N’O Pecador, vamos ver mais do pai do Butch, do Manny e da Jo Early, o Robert Brook é um canalha.

*

P: Será que o JM alguma vez irá descobrir que é o Darius? (outra vez? Todos os anos a mesma pergunta…)

R: A Virgem Escrivã tinha um acordo com o Darius, e que ele deu um sinal de consciência. Mesmo que o Lassiter esteja agora no comando, a magia que governa os acordos ainda está em vigor. E esse conhecimento iria destabilizar todo o mundo da IAN. Por isso, não, acho que não.

*

P: Quando o Omega estava a falar com o Butch e ele disse, - Encontra a tua família – estaria ele a falar do Manny e da Jo?

R: Não acho que ele estava a falar da Jo e do Manny e do Robert Brook. Ele estava a tentar que o Butch fosse para o lado negro, como o Darth Vader estava a tentar fazer com o Luke, na Guerra das Estrelas.

*

P: Alguma vez considerarias escrever a história passada do Darius?

R: Poderia escrever, mas têm que perceber, que seria apenas para os fãs que estão realmente interessados no mundo. Não iria interessar a novos leitores. Por isso, sim, eu gostaria, mas não tenho a certeza se o irei fazer.

*

P: Vamos ver mais dos primos do Assail?

R: Sim, eu gosto dos *&#$ comedores de pimenta-fantasma.

*

P: Estou confusa porque o Phury estava a perguntar se alguém poderia imaginar a Cormia a abandonar o filho dela, se ela tivesse um. Mas, não os tínhamos visto a ter o Ahgony, e o Zsadist a aparecer e cantar para o bebé? (algo está estranho, o Z cantou quando foi buscar o Phury aos DA (drogados anónimos) para conhecer a sobrinha como forma de perdão ou assim, vimos é a Cormia com o pequeno e a Nalla a ler para eles, não foi? Ou estou enganada?)

R: Sim, mas isso foi um flash do futuro de cerca de cinco anos. Aquela questão teria sido feita antes de eles terem o Ahgony. A linha temporal ainda não chegou lá.

*

P: Eu aplaudi bem alto quando a Sarah sabia linguagem gestual. E quando Butch foi induzido, o seu nome era Dehstroyer na caverna da IAN. Mas quando o JM foi induzido, o nome dele, Tehrror, não ficou na parede.

R: Eu acho que uma coisa para ter em mente é que a IAN está a evoluir. Mas quando Butch foi induzido, isso tinha sido há milhões de anos atrás. E, mesmo que Dehstroyer não seja o nome do Butch, o que ele usa, isso foi o que eles fizeram na altura. Eles utilizaram o seu nome de guerreiro. Mas agora, eles mudaram, e o JM também está na parede como Darius. Por isso, parece que eles usaram JM porque é quem ele é.

*

P: O ataque ao Santuário foi há 35 ou 75 anos atrás? (Em livros diferentes aparece como 35 ou 75 anos)

R: Isso foi um erro na cópia-edição. Há vários locais diferentes a que podemos ir depois d’O Pecador, por isso, talvez seja necessário haver um livro do passado, como o Insider’s Guide (tipo Guia do Utilizador, que não foi traduzido cá), para podermos clarificar estas coisas. Como a relação entre o Darius e a mãe da Beth. Mas, seria para os leitores rijos, e ele teriam que se mentalizar que não acaba bem. Mas sim, foi há 75 ano e não há 35.

*

P: Com o conhecimento da Sarah em imunologia, poderia ela resolver/curar a doença que está a matar as Escolhidas?

R: Sim, eu acho que isso é uma possibilidade distinta. E talvez ela possa descobrir o problema do sangue, aquele que o Havers nunca foi capaz de resolver.

*

P: Qual é a hierarquia das divindades?

R: A Devina, o Lassiter a VE e o Omega. Dois bons, dois maus. A questão para mim, desde que eu acho que o Criador prefere o equilíbrio, é o papel que o Criador está a ter na morte do Omega? Com a VE fora disto, terá ele uma mão na saída do Omega? O que é interessante para mim é que, no final da série dos AC (Anjos Caídos), a Devina estava fora do caminho. Ela é esperta. E, ela teve tempo para planear. Porque, lembrem-se, o tempo não é o mesmo para as divindades. Vai ser interessante para ver.

*

P: (Esta questão foi complicada para ouvir, mas pareceu ser que eles estavam a perguntar porque é que a Ward ouvi rap e não outros tipos de músicas)

R: A música ajuda-me a ver os livros e as cenas. Sou uma corredora, e adoro rap, e ajuda-me mesmo a concentrar-me.

*

P: Vamos ver o Nate ou algum dos outros nos livros futuros? (também ainda não sei quem é o Nate, mas acho que começo a desconfiar… deve aparecer neste livro. 😊)

R: O Nate, o Markcus e o Luchas vão ter todos livros.

*

P: Porque é que o Nate não conseguia dizer que o Lassiter não era um vampiro? Há alguma outra connecção que nós não conhecemos?

R: Sim, e Continuem a Ler. (:O)

*

P: Nós temos referências para muitos dos pais (dos Irmãos). Porque é que não ouvimos das mães dos guerreiros?

R: Uma das coisas mais difíceis é que o mundo tão grande, é desafiante enquadrar as histórias e manter o livro firme e focado. Eu quero manter o foco no casal, de maneira a que não seja alastrado. Mas isso também significa que outros detalhes são sacrificados.

*

P: Porque é que a Devina sai com as pegadas brilhantes?

R: A razão de ela deixar as pegadas, é porque, à medida que o Throe é sugado para o buraco, é-lhe retirada toda a sua energia. A Devina precisa de seguir um caminho para fora. Por isso o que estava a brilhar, e depois a desaparecer, era o resíduo do caminho que ela estava a seguir para fora do buraco. (:O o Throe foi com os porcos?!?!?! Tenho que ler essa parte!!!)

*

P: Com a cena da maçã, planeaste-a para que fizesse um círculo completo? (esta é uma referência à cena original onde o Zsadist partilha uma maça com o JM quando ele é novo no complexo da irmandade e depois a nova cena n’O Salvador, onde eles oferecem a maçã à Nalla).

R: Tem havido várias cenas e detalhes dos quais eu não tinha percebido a sua importância. O raio dos caixões na garagem. Quero dizer, há lá três John Deeres (máquinas agrícolas) e algum fertilizante e uma pilha de +&%$ caixões. O Vishous continua a falar dos cães acorrentados. Aquele momento em que o Zsadist estava no autocarro, e dividiu aquela maçã. O que eu sei ser a verdade, é que se alguma coisa continua a aparecer, deve ser importante. Enquanto me estava a preparar para delinear O Salvador, vi o JM com uma adaga preta, a descascar aquela maçã. E foi claro como cristal. Eu não gosto de momentos profundos, eu fico rabugenta com momentos ternurentos. Então, estou a vê-lo a descascar a maçã, e eu fico tipo, o que é que ele está a fazer. E depois apercebo-me, não, o que é importante é a quem ele a está a entregar.

*

P: Quando o Vishous foi arranhado, e se aperceber que a água ajudava com isso? Porquê? Vai ser importante para mais tarde?

R: Não sei.

*

P: Eu não gosto de e-books. Prefiro um livro nas minhas mãos. Há alguma hipótese de uma colecção destes e-books?

R: A coisa que ciente é o preço dos livros. Mas, sempre que eu escrevo o livro, o resto é a editora que trata. Eu gostaria de colocar as coisas nas mãos dos leitores, mas mais livros de capa dura torna-se muito caro. Por isso, os e-books deixam-me entregar as histórias nas mãos dos leitores a um preço mais baixo. Mas, a Simon & Schuster está ciente que as pessoas gostariam de ter um compêndio destes e-books e eles estão a trabalhar comigo para fazer isso acontecer.

*

P: Vai haver mais guerreiros?

R: Nós estamos a tentar enquadrar isso no cronograma, e nós esperamos anunciar alguma coisa nos próximos tempos, talvez para 2020.

*

P: A Xhex disse que a grelha do JM é semelhante à do Darius. O que é que ela pensa sobre isso?

R: Houve uma parte em que eu senti como se ela estava a treinar o JM, e eu pensei que ele fosse perceber, mas não, ela não conseguiu com que ele chegasse lá.

*

P: Estou confusa com os nomes como Xhex, e s’Ex. Nunca sei como pronunciá-los, a não ser que ouça como são.

R: Sim, acho que precisamos de um guia de pronuncias.

*

P: Adoro que os Irmãos não sejam perfeitos. Alguma vez vais parar de escrever sobre eles?

R: Alguma vez conheceste um homem que fosse perfeito? E, uma das coisas que me costumava preocupar era, e se eles deixarem de falar comigo. Por isso, desde que eu consiga que eles continuem a falar, vou continuar a escrever.

*

P: Quem é que vai ser o primeiro recruta a ser induzido na Irmandade?

R: Isso é o Continuem a Ler, porque eu ainda não sei. Vamos descobrir juntos.

*

P: Os diamantes que o Lassiter deu à Mary e à Sarah são significantes?

R: Lembram-se quando o Lassiter deu os diamantes à Mary, e ele disse que as lágrimas de mãe são preciosas? Ele tem a habilidade de transformar lágrimas em diamantes. Os diamantes são para sempre, por isso os diamantes que ele deu à Sarah foram uma promessa que ela vai viver para sempre.

*

P: Quando é que vamos ter as capas duras para os relançamentos dos primeiros livros?

R: Eu tenho muitas pessoas que me perguntam isso. O que acontece é que há um certo limite que um livro tem que passar, nas vendas, para a editora considerar um relançamento de uma capa dura. Tudo o que o pessoal pode fazer é continuar a perguntar. E, eu vou continuar a dizer-lhes que o pessoal anda a perguntar por eles.

*

P: Os pré-trans são capazes de andar na luz do dia. As crianças vão para a escola?

R: Não para uma escola tradicional. Vocês têm que pensar em como as crianças eram educadas nos anos 1800s. Há alguma coisas à cerca do mundo da IAN que não evoluíram. Por isso, eles não frequentam escolas.

*

P: O Fritz vai ter algum livro? (Por amor da santa… quando é que vão deixar de perguntar isto?!?!?!)

R: Não, isso não seria interessante.

*

P: Eu quero que o Lassiter tenha o seu próprio livro (sim por favor!!!), um livro inteiro. (Não apenas partes da história dele noutro livro.)

R: Ele vai ter um livro, mas ainda vai demorar. (mas porquê!!!! *chora desalmadamente*)

*

P: A tua mãe lê os teus livros? E se sim, qual é o livro favorito dela?

R: Eu quero que saibam, a minha mãe nunca teve o conhecimento bíblico de um homem. Eu apareci-lhe na caixa de correio dela… mas ela adora o primeiro, ela gostou do Na Sombra da Noite.

*

P: Alguma vez consideraste posters, com modelos? (Para que nós possamos realmente ver com o que os Irmãos se parecem)

R: Eu tenho uma ideia. Estou a pensar encomendar uma série de ilustrações, de como os Irmãos se parecem.

*

P: (Esta foi outra questão que foi difícil de perceber, mas pareceu que quem perguntou estava a perguntar porque é que as capas dos livros nem sempre se parecem com a descrição dos personagens.)

R: A editora tem o controlo sobre as capas, e eles conseguem chegar perto, mas eles não conseguem ter a combinação exacta. Como penteados ou tatuagens. Por isso eles fazem o seu melhor.

*

P: Ao longo dos livros, há um “tema” de os humanos serem “ratos sem cauda”. Mas eles estão a juntar-se com humanos, e a Rainha é humana. Porque é que eles continuam a ser desrespeitosos com os humanos? (perguntas… volta e meia também dá muita vontade de ser… e sou humana… :P)

R: Vocês sabem, muitas pessoas fizeram essa questão. E eu apenas não tenho uma boa resposta.

*

P: Sabes como é que a Colónia Penal vai ser introduzida?
A: Vai haver outro livro do Legado da Irmandade chamado, O Chacal (THE JACKAL). O livro vai ser sobre o meio irmão do Rhage e a Colónia Penal, vai ser em Agosto de 2020.

**********FIN***********

--- V.O.---

FINALLY! The long awaited transcript of the 2019 event for The Savior in Cincinnati, Ohio.

First, a disclaimer from the transcribers: We do our best to keep the questions true to what was asked. Please be aware that we often have to extract the question from prefaces that include scene or character references. Also, the event is very lively and there is a lot of background noise, which can make it difficult to hear both questions and answers. Where an approximation of the question was necessary, we noted what we thought was the questioner’s intent.

Some abbreviations that may be used:
HEA: Happily Ever After
SV: Scribe Virgin

And without further ado, here is the transcript!!!!
*

Please be aware, there are numerous SPOILERS ahead, so if you’re not interested in SPOILERS, do not read the following transcript!!!

*

SPOILERS!!!! SPOILERS!!!! SPOILERS!!! SPOILERS!!! SPOILERS!!!!

Q: What is the next BDB hardcover book?
A: The 2020 hardcover BDB book is………The Sinner, featuring Sin and Jo Early.
*
Q: What was the hardest book for you to write?
A: The hardest story was Zsadist. Emotionally, it was tough. I’ve always said that I’d never re-read Zsadist’s book. The other one was Blay and Qhuinn, but because it was a clusterf*ck of what could go wrong, did. Computers broke, files were lost. I had to spend a lot of money on getting an expert to recover the lost files…it just went on, and on. 
*
Q: What inspired you to write this series?
A: I got fired from my first publisher. I started by thinking, I’d write like Nora Roberts, but the problem is, Nora Roberts writes like Nora Roberts already. So, after I was fired, I had to reinvent myself. Then after two weeks of thinking, I was out of the job I love and would maybe never get to do again, I tried writing some romantic suspense. All of a sudden, there was this huge presence in my head, and he was like, “My name is Wroth….” Which made no sense. Then, there were all these people in my head, and I have no explanation for why they chose me, but, here we are.
*
Q: When are we getting Adrian and Eddie (from the Fallen Angels series) back?
A: So, in the last book (of the Fallen Angels series) they were sent off, by Lassiter, and I keep thinking, they’re going to show up. I’ve been waiting for them. But I think it’s going to be in The Sinner.
*
Q: Is the Fallen Angels series complete? Is there any chance they’ll be in the BDB series?
A: Yes, they’ll definitely be in the BDB world once Adrian and Eddie come.
*
Q: At the end of The Savior, we saw JM and Zsadist eating the apple…is it important that they shared the apple with Nalla?
A: Yes, that is definitely significant, and also a Keep Reading. 
*
Q: There is a balance in the BDB world. What does Lassiter have to give up to save Sarah?
A: The true answer to that is, Lassiter ain’t giving up sh*t. You know how the SV was all, “There must be balance….” And all that sh*t, but Lassiter doesn’t give a sh*t. He wears leopard print tights, FFS. (general nods and agreement from everyone present.)
*
Q: On the back of Phury’s neck, there’s a symbol. What does it look like?
A: I don’t think I can describe, and I don’t have the talent necessary to draw it. Maybe I’ll have to get someone artistic to draw it. 
*
Q: Does Devina show up in the next book? 
(Devina was originally in the Fallen Angels series.)
A: Yes, Devina definitely shows up in The Sinner. We know that the Omega has to end. We know that Butch is the Dhestroyer. Soooooo…..you are not ready for this…she falls in love with Butch. Yes, that’s a big reveal, but I want to make it worth your time to come to this sh*t.
*
Q: There’s images of the Old Language, but what does it sound like?
A: Hmmmm. That would be interesting. I’d like to do that for people who are interested in hearing it, but that’s going to take some time….
*
Q: I read Prisoner of Night, and I don’t understand. Do the BDB not know the others (at the penal colony) exist?
A: The reason I want to write books like Dearest Ivy and Prisoner of Night is so I can focus the world. I can’t fit it all in the BDB books, so I’m happy to write those e-books so I can write more details outside of the larger BDB books. But, that means that sometimes, the timeline seems disjointed, or like things don’t fit the bigger world. 
*
Q: Who is talking to Jane and Hannah on the other side of the Ouija board?
A: It was the Scribe Virgin.
*
Q: Is Jose de la Cruz (Butch’s police partner) a wolfen?
A: No, he’s just a regular guy, a good Catholic boy. But I’d like to see him back in the BDB world. Wouldn’t you love to see what he thinks of it?
*
Q: Have you been approached for a movie or TV? Would you have control over casting?
A: I get approached for movies and specials. But, the writing is it for me. So, as long as I could keep doing the books and the characters, I would do it. 
*
Q: Will we ever get more of Butch and Manny’s dad?
A: In The Sinner, we will see more of Butch, Manny, and Jo Early’s father, Robert Brook, the douche.
*
Q: Will JM ever find out that he was Darius?
A: The Scribe Virgin had an agreement with Darius, that he gave a token of conscience. Even though Lassiter is now in charge, the magic that rules the agreements is still in force. And, that knowledge would destabilize the entire BDB world. So, no, I don’t think so.
*
Q: When the Omega was speaking to Butch, and he says, “Find your family” was he talking about Manny and Jo?
A: I don’t think he was talking about Jo, Manny, and Robert Brook. He was trying to get Butch to come over to the dark side, like Darth Vader to Luke in Star Wars. 
*
Q: Would you ever consider writing Darius’ backstory?
A: I would, but you have to realize, that would only be for fans that are really invested in the world. It wouldn’t appeal to new readers. So, yes, I’d like to but I’m not sure if I’ll get to.
*
Q: Will we see more of Assail’s cousins?
A: Yes, I love those ghost-pepper eating *&#$.
*
Q: I’m confused because Phury was asking if someone could imagine Cormia abandoning her child, if she had one. But, didn’t we see them have Ahgony, and Zsadist showed up and sang for the baby?
A: Yeah, but that was a flash-forward about five years. That question would be asked before they had Aghony. The time line just hasn’t caught up yet.
*
Q: I cheered out loud when Sarah knew sign language. When Butch was inducted, his name was Dehstroyer on the wall in the BDB cavern. But when JM was inducted, his name, Tehrror, was not on the wall.
A: I think the thing to remember is that the BDB is evolving. When Butch was inducted, that was a million years ago. And, even though Dehstroyer isn’t Butch’s name, that he uses, that was what they did at the time. They used the warrior name. But now, they’ve changed, and JM is also on the wall as Darius. So, it seems like they used JM because that’s who he is.
*
Q: Was the raid on the Sanctuary 35 years ago or 75 years ago? (It appears in different books as 35 or 75 years)
A: That was a copy-editing error. There are different places we could go after The Sinner, so, maybe there needs to be a past-cannon, like the Insider’s Guide, so we could clarify this stuff. Things like, the relationship between Darius and Beth’s mom. But, it would be for hardcore readers, and they’d have to understand that that doesn’t end well. But, yes, it was 75 years ago, not 35.
*
Q: With Sarah’s background in immunology, could she solve the disease killing the Chosen?
A: Yeah, I think that’s a distinct possibility. And maybe she could solve the blood issue, the one that Havers was never able to solve.
*
Q: What’s the hierarchy of the deities?
A: Devina, Lassiter, SV, and the Omega. Two good, two bad. The question for me, since I think the Creator prefers balance, is what role is the Creator playing in the demise of the Omega? With the SV out of it, will he have a hand in the exit of the Omega? What’s interesting to me, is that, at the end of the FA series, Devina was down and out. She’s smart. And, she’s had time to plan. Because remember, time isn’t the same for the deities. It’s going to be interesting to watch.
*
Q: Do you know how the penal colony is going to be introduced?
A: There’s going to be another BDB Legacy book, called The Jackal. It will feature Rhage’s half-brother and the penal colony, and will be out in August 2020.
*
Q: (This question was hard to hear, but it sounded like they were asking why JR listens to rap vs. other types of music.)
A: The music helps me see the books and the scenes. I’m a runner, and I love rap, and it really helps me focus. 
*
Q: Do we see Nate or any of the others in future books? 
A: Nate, Markcus, and Luchas all get books.
*
Q: Why couldn’t Nate tell that Lassiter’s not a vampire? Is there another connection we don’t know about?
A: Yes, and Keep Reading.
*
Q: We get references to a lot of the fathers (of the Brothers.) Why don’t we hear about the warriors’ moms?
A: One of the hard things is that the world is so large, it’s challenging to tailor the stories and keep the books tight and focused. I want to keep the focus back on the couple, so it’s not so sprawling. But that also means that other details get sacrificed. 
*
Q: Why did Devina leave those glowing footprints?
A: The reason why she leaves the footprints, because as Throe gets sucked down into the hole, he gets stripped of all of his energy. Devina needs to follow a trail up. So what was glowing, and then faded, was the residue of the trail she followed up the hole. 
*
Q: With the scene with the apple, did you plan that it for it all to come full circle? (this references the original scene when Zsadist shares an apple with JM when he’s new to the Brotherhood compound and then the newest scene in The Savior, where they offer the apple to Nalla.)
A: There have been several scenes and details that I didn’t understand the importance of. The damn coffins in the garage. I mean, there’s three John Deeres and some fertilizer and a stack of *&%$ coffins. Vishous kept talking about the chained dogs. That moment when Zsadist was on the bus, and pared that apple. What I know to be true, is that if something keeps showing up, it must be important. As I was getting ready to outline The Savior, I saw JM with a black dagger, peal that apple. And it was crystal clear. I don’t like profound moments, I get tetchy at tender moments. So, I’m watching him pealing this apple, and I’m like, what’s he doing. And then I realized, no, what’s important is who is he giving it to.
*
Q: When Vishous got scratched, and realized that the water helps that? Why? Is that important for later?
A: I don’t know.
*
Q: I don’t like the ebooks. I prefer a book in my hand. Is there any chance of a collection of those e-books?
A: The thing I’m very cognizant of is the pricing of the books. But, once I write the book, the rest is up to the publisher. I’d like to get things into the hands of the readers, but more hard cover books gets expensive. So, the e-books lets me get the stories into the hands of the reader at a lower cost. But, Simon & Schuster is aware that people would love to have a compendium of those e-books and they’re working with me to make that happen.
*
Q: Will there be more firefighters?
A: We’re trying to fit it into the schedule, and we’re hoping to announce something soon, perhaps for 2020.
*
Q: Xhex said that JM’s grid is similar to Darius. What does she think about that?
A: There was a part where I felt like she was coaching JM, and I thought he was going to get it, but no, she didn’t get him there.
*
Q: I’m confused by the names like Xhex, and s’Ex. I never know how to pronounce them, unless I hear you say them. 
A: Yeah, I think we need a pronunciation guide. 
*
Q: I love that the Brothers aren’t perfect. Are you ever going to stop writing them?
A: Have you ever known a man that was perfect? And, one of the things I was worried about was, what if they stop talking to me. So, as long as they keep talking, I’ll keep writing.
*
Q: Who will be the first trainee to be inducted in the Brotherhood?
A: That’s a Keep Reading, because I don’t know yet. We’re going to find out together.
*
Q: Are the diamonds Lassiter gave to Mary and Sarah significant?
A: Remember when Lassiter gave the diamonds to Mary, and he said a mother’s tears are precious? He has the ability to turn tears into diamonds. Diamonds are forever, so the diamonds he gave to Sarah were a promise that she would live forever.
*
Q: When will we get the hardcovers for the first books re-released?
A: I get a lot of people who ask that. The thing is, there’s a certain threshold that a book has to pass, in sales, for the publisher to consider re-releasing a hardcover book. All folks can do is keep asking. And, I’ll keep telling them folks are asking. 
*
Q: Pre-trans are able to go out in the light. Do the kids go to school?
A: Not a traditional school. You have to think about how kids were educated in the 1800s. There’s some things about the BDB world that haven’t evolved. So, they don’t attend schools.
*
Q: Is Fritz getting a book?
A: No, that just wouldn’t be interesting.
*
Q: I want Lassiter to have his own, whole book. (Not just pieces of his story in other books.)
A: He does get a book, but it’s going to be awhile.
*
Q: Does your mom read your books? And if so, which is her favorite book?
A: I want you to know, my mom has never had biblical knowledge of a man. I showed up in her mailbox…but she loves the first one, she liked Dark Lover.
*
Q: Have you ever considered posters, with models? (So we can really see what the Brothers look like)
A: I have an idea. I’m thinking of commissioning a series of illustrations, of what the Brothers look like. 
*
Q: (This is another question that was difficult to discern, but it seemed that the questioner was asking why the book covers don’t always match the description of the character.)
A: The publisher has control of the covers, and they can get close, but they can’t get the exact match. Like, hair styles, or tattoos. So they do their best. 
*
Q: Throughout the books, there’s a theme of the humans being ‘rats without tails’. But, they’re getting together with humans, and the Queen was human. Why are they still being disrespectful of the humans?
A: You know, a lot of people have asked that question. And I just don’t have a good answer.
*
Q: Do you know how the Penal Colony is going to be introduced?
A: There’s going to be another BDB Legacy book called, THE JACKAL. It will feature Rhage’s half-brother and the Penal Colony, and will be out in August 2020.

**********FIN***********
----


E então que acharam? Fiquei chocada com a quantidade de livros que vão sair!!!

Fiquem bem pessoal e até à próxima,
Sunshine ;)