segunda-feira, 4 de março de 2013


PROVOCAÇÕES / TEASERS – Parte II
Irmandade da Adaga Negra



Hoje começo com Zsadist. (Que “biolência”… mais uma semana a ter pensamentos pecaminosos com cicatrizes! Eu e a Sílvia Araújo!) No final do livro Na Sombra do Pecado, há, deliberadamente, um salto de vinte meses no tempo. J R Ward lançou um conto (11 capítulos) que compreende esse período, chama-se Father Mine e é todo dedicado à gravidez e (im)paciência de Bella, o nascimento e precocidade de Nalla, os ataques de pânico, paranoias e doçura de Z. É fantástico! O conto saiu depois do sexto livro (Na Sombra do Amor).
 Não sei porquê, mas pensei que seria publicado cá. Enganei-me. Por isso, a menos que saia em Portugal, não vai haver novidades, porque a autora não tem revelado nada sobre ele. Se alguém tiver conhecimento da publicação portuguesa, avise. Entretanto, a confirmar-se a não publicação, prometo fazer um resumo, ou algo do género.
O grande problema que aqui se coloca é que, caso esta história não tenha sido editada, estamos muito mal. O conto do Rhage e da Mary está concluído, vai sair depois do Blay/Quinn, e um com Wrath e Beth vem a caminho e sairá lá mais para a frente, mas já estou com medo de não as ter em português.

Reparei que há para aí confusão acerca do que é ser um Irmão. Para pertencer à Irmandade, não chega aparecer e ser um vampiro grande e mau (ou bom, conforme o ponto de vista). É necessário serem-lhe reconhecidas as capacidades e passar por um ritual na Thumba - a cicatriz redonda no peito é feita nessa altura. A exceção é John que já nasceu com ela. Se calhar, depois, fica com duas… para fazer concorrência ao Z!



SPOILERS QUERIDOS E FOFOS



Segundo informações da autora:
 – Rhage e Mary preparam-se para ser pais de uma menina, se não estou em erro e a memória me não falha. (conseguem imaginar Rhage a fazer totós a uma coisa fofa? Eu estou… E se a inveja matasse, coitadinha da Mary!)
 – Wrath vai ter um herdeiro. Sim, Beth vai dar um filho ao nosso Rei que, já agora, nunca recuperará a visão. (Será um Wrath, filho de Wrath, neto de Wrath!)
 – Phury e Cormia também vão ser papás. O filho vai-se chamar Ahgony e só nascerá quando Nalla tiver cinco anos. Segundo a autora, vai ser o máximo. (aposto que vai dar trabalho a todo o “harém” de Phury!)


SPOILERS MUUUUUUITO DIFERENTES ;)






Meu Deus… os olhos dele… eram de luar e sombra entretecidos, uma cor impossível entre o prateado e o violeta e o azul-marinho claro.
- Só para que saibas… - rosnou – vais-te entregar a mim…
- Desculpe…
- Mas, primeiro, vais suplicar.
- Ela inclinou-se pela cintura, a raiva a fazer desaparecer a razoabilidade.
- Só por cima do meu cadáver.
- Lamento, mas disso não gosto.
Baixou o queixo e fitou-a por baixo de pálpebras semicerradas.
- Prefiro-te quente… e porno.
Lover at Last, pág.VocêsVão Ver

(tradução livre de morCeGo)


E se este não é o Murdher, não sei quem possa ser… A autora já tinha prometido o seu regresso e ele aqui está… Digo eu. Ai, que ainda faltam três semanas!... *suspiro* Vou-me dedicar à tradução livre para passar o tempo… *suspiro*

5 comentários:

opá, eu quero esses livros que completam a história, pois esse salto no tempo, no livro a seguir fez-me tanta confusão :S, pois ele simplesmente não existia...se estão a traduzir a série, façam-no como deve ser, ou seja, traduzam tudo que sai dele e não só os livros grandes em si, porque de certeza que esta colecção é da mais rentáveis que a Casa das Letras possui...

Já no último livro que saiu em portugal (são demasiadas sombras para eu saber qual delas é xD), falaram sobre a Beth engravidar, e no entanto, se não estou em erro logo no primeiro, disseram que ela não podia engravidar por ser uma meia-vampira

Eu consegui arranjar o livro Father Mine, mas em brasileiro e é ebook. Não é exatamente portugues mas percebesse muito bem, e como se fosse possivel, apaixonei-me ainda mais pelo Z :D

Silva Araújo, li seu comentário e fiquei curiosa com sua afirmação de que "...consegui arranjar o livro Father Mine, mas em BRASILEIRO..." e "Não é exatamente PORTUGUÊS...", vocês em Portugal não considera a língua falada no Brasil como português?????

Silva Araújo, li seu comentário e fiquei curiosa com sua afirmação de que "...consegui arranjar o livro Father Mine, mas em BRASILEIRO..." e "Não é exatamente PORTUGUÊS...", vocês em Portugal não considera a língua falada no Brasil como português?????

Saudações Elaine,

O vocabulário PT-BR e bem diferente do PT-PT, eu por exemplo sou uma das leitoras que não aguentam até ao lançamento dos livros em Portugal e então procuro o ebook em Brasileiro. Muitos dos termos usados são totalmente diferentes dos nossos. Apesar de falarmos e de nos entendermos, terás de concordar (um dia quando leres um livro em Português de Portugal) que a nosso vocabulário é totalmente diferente do vosso.

Não consideres um ataque, ou ofensa, não se pretende isso. Mas acredito que se se leres em PT-PT vais preferir em PT-BR pois terá termos que tu irás entender.

*Nasan