quinta-feira, 3 de abril de 2014

THE KING – Spoilers – Capítulo 11 a 42



Boa quinta-feira!

Ora, ontem a leitura avançou mais uma bocado, mas, se querem honestidade, isto anda a entaramelar e parece–me que a boca sabe a papel de música… Está aqui a falhar qualquer coisa... e espero, muito sinceramente, que apareça nas próximas páginas.

Mim está a meio do livro e estou fartinha de andar com histórias nhonheiras aos saltos: fala da Beth / Wrath e não desenvolve, passa Trez/ Selena e não anda / vamos para o papá Wrath e está tudo igual, salta para Assail / Sola e fica tudo na mesma… e volta à Beth, passa à Selena, à Sola e vira e vira e vira e vira… desengatam todos, mas no fundo continua tudo engatado… Credo! Haja paciência!

Mas isso está assim tão mau? Sei lá… está engatado, essa é que é essa. E pensam todos na vida e no passado e contam o que já sabemos e entaramela… Ai!...

Mas não aconteceu nadinha? Sei lá…

Mas o livro não presta? Hello… Irmandade… claro que presta. Mas não está grande emoção… Falta-lhe ali qualquer coisita (falta-te o Qhuinn, não é? Pois…)

Quero agradecer os comentários da Viviana, MissyLi, Sílvia, Ana Martins e Nancy.
A Nancy diz estar decepcionada com tantas personagens secundárias. Fofinha, elas estão lá por algum motivo. Basicamente, essas histórias só vêm provar que a Glymera permanece igual ao que sempre foi: interesseira, maquiavélica, disposta a tudo para preservar os seus interesses. Da mesma maneira que a história do papá Wrath só vem mostrar como ele e o filho são iguais. Muitos dizem que no tempo do outro é que era bom, a tradição é que é boa, o nosso Wrath distancia-se do pai como se fossem dois opostos. E isso não é verdade. As histórias dos dois são iguais, mas em tempos diferentes e de modo diferente, claro!

Para estas meninas a vermelho, especiais beijos bons, mas bons MESMO.
Para os restantes, beijos bons também xD

E para a minha Micas musa? TUDO.
E para a minha chefe Nasan? CIÚMES.



Atenção!

SPOILERS

SÓ LÊ QUEM QUER
NÃO QUER, NÃO LÊ

A minha leitura e comentários dos capítulos 11 a 42



Wrath descobre o que Beth anda a fazer enfiada no quarto de Layla. É um momento tenso em que se eu tivesse uma pistola, matava o Wrath pelas coisas que disse à Beth. Ela sai de casa, ele passa-se dos cornitos e destrói a sala de bilhar. Lassiter aparece e põe-no a dormir. (parte he he he) Wrath vai com o V ao Havers arranjar um kit para drogar Beth e V tem uma visão macaca daquelas que ninguém entende. Wrath lá pede desculpas pelo telefone e vai conversar com Z e com Tohr a pedir conselhos acerca de filhos. Beth lá fica com os calores, diz montanhas de palavrões e só quer ser drogada, o senhor rei acaba por cumprir a função que lhe compete e 2 dias depois sai do quarto chupadinho e mirrado. (Sim, há cena de sexo… he he he) Quando acaba a necessidade, Beth fica na dúvida se é boa ideia ter crias…

Sola livra-se dos raptores, Assail descobre-a depois de andar a matar tudo e mais alguma coisa, leva-a à Mansão para ser tratada por Jane (escusado será dizer que correu logo com o Manny), leva-a depois para casa e… Uhhh… Ahhh… Sim, envolvem-se em cenas do domínio da bolinha. No final, Sola diz que vai embora para longe. E o Assail está felicíssimo com a decisão.

iAm recebe a visita de s’Ex (Ahhhhh…. Lindo!), Trez tem de se entregar à princesa sua prometida, porque o prazo terminou. Entretanto, o senhor Trez papa a Selena (eu não sou americana, por isso, sexo oral É sexo) Mas ele está cheio de minhoquices, e que não é digno e sente-se contaminado por ter andado a fazer de coelho com tudo o que não tivesse barba… Resolve encontrar-se com s’Ex e diz que se mata se o vierem buscar e tenta entrar em negociações com o fulano mau.

A história do papá Wrath continua. Ele muito apaixonado pela sua Anha e ela por ele, ela engravida e sente-se mal. Descobre que foi envenenada, tal como o seu pai fora. Tem a Irmandade do lado dele e resolve pôr os glymerdos na ordem.

Saxton é chamado pelo pai para lhe comunicar que o primo é uma homem como deve ser. Enquanto espera, descobre que o pai está a estudar as leis da sucessão, tira fotografias, o pai aparece e admite que irá fazer tudo para destituir Wrath, para além de admitir que odeia o filho.

A reunião do Conselho (glymerdos) e votação já decorreu e Wrath, de acordo com a lei, já não é rei. O Conselho pode agora apontar quem bem quiser para ocupar o trono.

Os Bastardos estão todos felizes e contentes, exceto Xcor. Não está feliz, não está contente, não lhe parece que Wrath vai ficar parado, mas não tem nenhuma sensação de objetivo cumprido. Ah, e tem saudades da Layla… Ohhhh….

Coisas giras:

- O aparecimento relâmpago de Lassiter. Estava tudo a ver se não levava com os móveis na cabeça e saber como segurar no rei e ele chega, resolve e vai embora. Piu!

- O Boo continua a não largar iAm e ele está capaz de o estrafegar.

- O aparecimento de s’Ex e o diálogo que mantém com iAm. Está de chorar. Surgiu em grande.

- Saxton pede a demissão por não ter previsto a jogada da Glymera. E Wrath: fuck para se calar, fuck para se sentar, fuck para não dizer asneiras e fuck com a demissão xD

Assail a desmaiar quando sabe que Sola esteve prestes a ser violada. He he he

O primo gémeo já tem nome! O irmão do Ehric chama-se Evale.

A avó da Sola continua a achar tudo magrinho e fraquinho de ossos e põe-nos a comer até arrebentar!  He he he

Personagens em alta:

Saxton – EXCELENTE – E, para que saibam, ele é o primeiro conselheiro do Rei e senta-se à sua direita depois de Rehv. A história dele é má, o pai dele é um bicho e devia ser espezinhado!

Assail – Está a sair-se maravilhosamente, apesar que o prefiro ver a matar gente do que no melanço. É muito delicadinho e cavalheiro e… É uma borboleta apaneleirada. Prefiro o Qhuinn que é macho! He he he
Trez - Ui, ui! Ai negão!... Ai, se eu te pego...


3 comentários:

Há muito tempo que não comento, mas tenho sido uma leitora assídua do blog. Pelo que dizes morcego, este livro, faz-me lembrar muito na Sombra do Perigo, pessoalmente achei esse livro algo monótono e em certas partes previssivél. O que me animou LOUCAMENTE foram as passagens do V e do teu, sim TEU, Qhuinn. Os teus posts estão a deixar-me doida, a vontade de ler este livro é quase dolorosa. Continua o teu EXELENTE trabalho e peço desculpa a todas as meninas responsáveis, por não deixar, mais vezes por escrito, como estou agradecida pelo vosso fantástico trabalho ao gerir o blog. Beijocas para todas.

Eu bem digo tu nem a caminha andas a ver!!!!

Beijinhos

nice, estou a gostar bastante do resumo!!! parece tudo muito interessante! :D

Continuação de boas leituras! :D