segunda-feira, 3 de agosto de 2015

NO INTERVALO DA IRMANDADE – Sugestões e Opiniões



Olá!

Saudades? Mim também não! Sou tão mentirosa…

Ora, este domingo fiquei sozinha com a minha dona. Começou muito bem connosco a discutir. Chamei-lhe velha e gorda e ela não gostou. Pensei que me ia dar um chuto para fora da gruta, mas a coisa compôs-se com um plano divinal de passarmos o dia sentadas no sofá sem fazer népia!

E foi à conta do nadinha que se fez que estou a escrever isto. Observem as atividades:

1 – Retomar a leitura de THE BOURBON KINGS – A senhora escritora Ward que me perdoe, mas eu não consegui ler aquilo. Aquilo cheira-me àquelas soap operas americanas (em português: obras da sopa), tipo Dallas, Falcon Crest e Dinastia. Quem assistiu a este bostedo sabe do que estou a falar. Aquilo não se me pega e já dei o caso como arrumado, ainda mais que venho de repegar uma série maravilhosa que vai ser a sugestão seguinte.

2 – A série PSY-CHANGELINGS da Nalini Singh. Ora, quando comecei a ler isto, apaixonei-me até que me fartei. A coisa não desenvolvia e começou a dar-me nos nervos. Parei durante uns cinco anos e retomei a partir dos últimos 3 volumes e estou morta que venha o próximo ano! (Saltei 5 livros… quero lá saber… era só renhonhedo…) Isto já vai no 14º volume e, que eu saiba, não está traduzido em português. Quem se der bem com o inglês, que avance para bingo porque é fenomenal… ahhhh… Tem um enredo muito bom, é erótico qb he he he… tem ação, tem tudinho! Passa-se num futuro em que a população mundial se dividiu em três: humanos, psy e changelings. Os psy são humanos-robô que têm poderes paranormais, vivem também numa rede mental e são frios como o gelo; os changelings são humanos que se transformam em animais (lobos, leopardos, ratos, falcões, etc). E em cada livro temos uma ligação amorosa que, por vezes. vai para lá da fronteira das raças. No meio disto tudo, temos um mundo conturbado, em mudança política e social que, para mim, é do melhor. Foi por causa desta série que me pus a ressacar de livros e não consigo sequer pensar em pegar noutro.

3 – Como no domingo a leitura não pegou, abotamo-nos aos filmes e ganhamos coragem para ver as CINQUENTAS SOMBRAS… he he he… que duas parvas a ver aquilo… E, olha, até não desgostei… Primeiro, aquilo só tem 10% do livro, o que é ótimo; como não está por escrito, é excelente… Quem escreveu os diálogos não era analfabeto, o que é mais um ponto a favor; mas quem fez o casting de atores era cego, surdo, mudo e tinha um atraso mental significativo… O pito Grey, sim, porque aquilo é um pito… tem um cu muito redondinho, umas mãos lindas de morrer e é um panhonhas. Não me causou nenhuma emoção. A fulanita dizia que se sentia intimidada na presença dele, pois eu só tenho a dizer que a minha cria mais pequena é bem mais intimidante… A atriz magrelas esteve menos mal, mas afligiu-me estar sempre a ter orgasmos: assusta-se e tem orgasmo, está triste tem orgasmo, está feliz tem orgasmo, passou o filme a gemer e a trincar a beiça, porque sexo e coiso… nem por isso. O ponto alto foi o dito quartinho vermelho. Minhas ricas asas! Estou para conhecer o macho que tenha os tomates para me levar para uma coisa daquelas. Sim, porque com a murraça que vai levar nos guizos, é bem que os tenha grandes e fortes para aguentar… Como disse antes, o filme é muuuuuuuito melhor que o livro (exceção para o senhor Grey), o que nem por isso quer dizer que seja alguma coisa que preste. A banda sonora (tal como nos livros) é a melhor coisinha daquilo tudo.
4 – Decepcionaditas, eu e a dona passamos a uma série que vai na segunda temporada e que estava pendente: DOMINION. Dizer que é uma série extraordinária… é exagero. Todavia é interessante. Deus desapareceu e os anjos deram de frosques, saíram lá dos céus e encatrafuaram-se na terra a provocar estragos. Se, no passado, Gabriel era o defensor da humanidade e Miguel o terrorista, agora os papéis inverteram-se. Gabriel e o seu exército estão lá para chacinar tudo quanto mexe e o Miguelito vai ajudando como pode (embora seja uma boa víbora… e, volta e meia, dá-lhe uns repentes assassinos e coisa e tal…). Para além disto, temos uns anjos menores que, por não terem corpo, se enfiam dentro de humanos e são maus como as cobras (tipo walking dead). Também há lutas de poder entre os humanos que estão na mó de cima e formação de grupos rebeldes de humanos que estão na mó de baixo. É uma série cheia de sanguinho, intrigas, manhosices e muitas peripécias. Uma personagem também central é o Escolhido: um humano que viria salvar a humanidade (um gajo jeitoso cheio de tatuagens que se movem e que só ele consegue ler e que só peca por ser loiro). O Arcanjo Miguel também é central e ainda não sei se gosto dele, apesar de me sentir atraída pela figura magrela e estranha da coisa…

5 – Depois de assistir aos quatro episódios desta temporada, embarcamos numa de relax. INSURGENTE. Para que diabo havíamos nós de ver isto? Ora, porque não tivemos tempo de ver o filme antes, ora porque se vimos o primeiro há que ver o segundo, ora porque aquele ator principaleiro é liiiiiiiindo de morrer e tem uma das vozes mais orgasmáticas do cinema. Mas que filme fixe! Foram quase duas horas sem pensar, o cérebro esvaziou (sim, porque aquilo é um barretedo cheio de aventuras) e cada vez que aparecia o Quatro (morenaço lindo!) suspirávamos as duas em estéreo. Se ele abrisse a boquinha linda e falasse, gritávamos em histérico. Ai, mas é um filme bom? Não. Mas vale a pena ver? Tenho a dizer que é um maravilhoso tempo deitado fora e que se fosse feito só de planos frontais, laterais, traseirais, com roupa ou sem roupa, do Quatro a fazer um discurso, valia ainda mais a pena. Theo James….

Como veem, o domingo foi altamente produtivo. Fora isto, não se passou nada. Na-da. N.A.D.A Foi tão bom!... Há que vidas não fazíamos uma coisa destas… A partir de quarta eu e a dona vamos de férias, já tenho a lista das séries que tenho a repor: Vikings (Ragnaaaaaaar… pena ser loiro), The Musketeers (Aramiiiiiiiiis… D’Artagnaaaaaaan… morenaços lindos…) Game of Thrones (Anããããããão…. xD). É melhor não dizer nada… Nem a porcaria dos Avengers consegui ver ainda!… Tenho tanto filme, séries e livros para repor… Duas semanas não vão chegar… Mas há que ter fé! E as fezes de cada um são coisas sagradas. Tenho dito! Por estas bandas, aceitam-se sugestões. Venham elas!

Fiquem bem.


Beijos bons.

2 comentários:

Antes de mais... BOAS FÉRIAS!!!! porque as mereces. :)

Em relação aos Reis do Bourbon, eu já estava com um pé atrás quando descobri que não tinha pinga de sobrenatural, agora é que fiquei mesmo sem vontade...

Ao Psy ainda não comecei a ler (infelizmente a vontade tem sido pouca, agora ando um bocado mais virada para os animes - ainda hei-de rever o Code Geass todo de enfiada juntamente com as OVAS, tenho que ver se relembro a história toda a ver se as OVAs fazem um pouco mais de sentido... :/)

50 Sombras, e Insurgente, ainda não vi nenhum, mas vai ver os Avengers que está fixe, e se puderes tb tens o homem formiga (que eu ainda não vi).

Boas Férias. ;)

Ora fazer népia... Uma das coisas que gosto mais!!! E ler livros no sofá!!! Ui, ui!!! Coisinha boa.
Essa serie Psy-Changelings parece me coisa boa... E apesar de ler bem o inglês sempre prefiro ler em português...
Também vejo a serie DOMINION e realmente não se pode dizer que é otima mas não está mal... Sabias que a serie tem por base um filme? http://www.imdb.com/title/tt1038686/?ref_=nm_flmg_act_8

Concordo com tudo o que disses te do quatro... Ai, ai...

Boas ferias para ti e para a dona!!