sábado, 7 de setembro de 2013

A Força do Amor VIII

Saudações Amantes da Irmandade!
e já estamos no fim de semana!!!! Amanha o meu merecido descanso... e para vossa infelicidades hoje é o ultimo "capitulo" desta história... e então? Gostaram? Querem mais? Peçam a Francisca que escreva mais históriazinhas para nós hehehehe

Boas leituras


Meses depois

- Bom dia, meu hellran. – disse despertando-o com um beijo. Dormiste bem?
- Muito bem – puxou-a mais para si. E tu?
 - Lindamente, mas estou esfomeada. Como que concordando o seu estômago emitiu um pequeno rugido.
Ambos riram em uníssono. Blake saltou da cama e deu mais um beijo na sua shellan.
- Volto já.
Saiu do quarto e começou a descer as escadas da casa onde agora viviam. Já no andar de baixo dirigiu-se à cozinha.
 Enquanto procurava por algo que fosse digno de alimentar a sua amada shellan deu por si a recordar-se de como as coisas tinham mudado para eles.
 Santa virgem, antes de saírem da mansão Wrath, o rei cego tinha querido falar com eles mais uma vez. O rei decidiu recompensá- los pois o macho que Blake ajudou era irmão da rainha e um dos outros era um Irmão. Assim Blake, Dante, Vlade e Drake foram convidados para lutar ao lado da Irmandade da Adaga Negra.
O que para eles era ouro sobre azul, podiam fazer o que mais gostavam e em que eram realmente bons, lutar, e ao mesmo melhorar a sua vida. A propósito, era por isso que os outros três andavam insuportáveis e raramente paravam em casa ultimamente.
Com um sorriso voltou ao presente e concentrou-se na sua tarefa. Acabou por levar fruta, torradas, doce, café fresco e as bolachas favoritas de Anne.
Com tudo pronto dirigiu-se para o quarto, quando ia a sair da cozinha o choro de um bebé ecoou pela casa. Pelos vistos não era só a sua shellan que estava com fome, o seu filho Ethan também.
Blake apressou-se escada acima, quando entrou no quarto Anne estava ao pé do berço tentando tranquilizá-lo, pousou o tabuleiro e foi até junto da sua família.
 - Que se passa pequenino? – disse enquanto acariciava a mãozinha que o agarrava com força.
  O contacto acalmou-o e fê-lo esboçar um pequeno sorriso. Depois de Anne dar de mamar ao seu filho, Blake alimentou a sua shellan. No fim Annabelle recostou-se no abraço do seu hellran, ambos olharam o seu filho agora adormecido.

Assim vendo a sua família toda reunida, segura e bem Annabelle recordou-se das palavras que a sua mahamen lhe dizia. No fim de contas, o maior tesouro de todos vai ser sempre o amor.