sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Entrevista da JR Ward pro USA Today

Bom dia.E mais uma notícia fresquinha vinda direto do Brasil para quem segue e ama nossa querida Ward. Ela andou dando umas entrevistas que minha querida amiga Hypia Sanches, da Voz de Caldwell, gentilmente cedeu e agora aqui está para vocês, saída diretamente do forno... rsrs



Entrevista da JR Ward pro USA Today


E mais uma entrevista fresquinha da bruxa (apelido carinhoso que a Hypia deu à nossoa escritora) diva da JR Ward!
O HEA dá boas vindas a J.R. Ward (sim, AQUELA J.R. Ward) no lar do nosso humilde  blog (também conhecido como pousada) [N/T: no original, trocadilho entre "ablog" e "abode", que significaria algo próximo de "lugar para estadia ou residência"] para conversar sobre o romance novo da série Fallen Angels, Possession (lançado dia primeiro!); o que vem a seguir para Jim e Sissy; quem são os mocinhos favoritos dela; e o que ela tem pra dizer sobre o próximo lançamento da Irmandade da Adaga Negra, The King (março de 2014). Sim, a gente tá gritando bem alto tanto quanto você agora! É meio constrangedor, sinceramente. Mas aqui vamos nós mais uma vez…
Jessie: Bem vinda ao HEA, J.R.! O que você pode contar pra nós sobre seu último lançamento, Possession?
J.R.: Oi pra vocês! Obrigada pelo convite! Possession continua a série Fallen Angels — e foca em mais outra alma cujo futuro está em jogo — e não necessariamente de uma forma boa. Naturalmente, Jim Heron e o braço direito dele, Adrian, brigam com a Devina, a demônia com TOC. Um caos se segue, mas acaba com um final feliz para alguém.
Jessie: Amamos seus finais felizes, então muito obrigada por isso. : )
Você tem um anjo caído preferido? Um Irmão preferido? [N/T: quem acompanha as entrevistas dela já sabe que essa vira-e-mexe aparece...] E uma mocinha preferida?
J.R.: É difícil escolher! Geralmente, é quem quer que seja que eu esteja trabalhando no momento. Jim e Adrian estão pratiacamente empatados entre os anjos. E o Zsadist provavelmente é meu protagonista preferido de todosos tempos. E as mocinhas? Hmm. Eu gosto de todas elas!
Jessie: Sério, quem não ama o Zsadist? Um herói torturador sombrio com a voz de um anjo? Ah, mas, de volta pro Jim. Vamos poder ver mais do romance entre Jim e Sissy em Possession?
J.R.: Vocês com certeza vão!! [N/T: AMÉM!!!! \o/]
Jessie: Maravilha! Os leitores estão de dedos cruzados por mais! O que vem em seguida em Fallen Angels depois de Possession?
J.R.: Bem, ao final desse livro, fica bastante clara qual é a direção pra onde a gente precisa ir — Sissy e Jim tem algumas dificuldades, se é que você me entende!
Jessie: Sim! [N/T: EU MORRENDO PRA ACABAR DE LER POSSESSION LOGO!!!] E então, você acelerou uma mudança no mundo de romances sobrenaturais/fantasia urbana colocando Blay e Qhuinn como protagonistas. Vamos ver algum outro par romântico de dois homens na série? [N/T: Cof cof Vishous com Butch cof cof Colin e Nigel, alguém?]
J.R.: Eu faço o que a minha cabeça me manda! Então eu vou escrever é sobre quem quer que se apresente — então eu não descarto nada e fico aberta para tudo. A história de Blay e Qhuinn simplesmente tinha que ser contada. Eu escrevi o livro deles por esse simples motivo.
Jessie: Pode ser simples pra você, mas a história de Blay e Qhuinn significa muito para os leitores. O que você gosta de fazer quando você não está escrevendo? E quando você precisa de uma pausa da intensidade do mundo dos Fallen Angels ou dos Irmãos?
J.R.: Eu não tenho tanto interesse assim em pausas, pra falar a verdade. Eu amo o que eu faço, e eu tenho sorte de poder viver disso. Mas você realmente precisa sim cuidar da máquina, por assim dizer — e eu faço isso praticando corrida. Normalmente é nessa hora que as imagens na minha mente são as mais claras e eu consigo ver com mais nitidez pra onde ir.
Jessie: A gente amou o conto Meu Pai (Father Mine), que tem a Bella e o Zsadist. Existe possibilidade de que você escreva mais contos pela visão das nossas personagens preferidas?
J.R.: Bem, eu acho que o que você vai ver são retornos de casais anteriores de uma maneira significativa nos livros completos — exatamente o que está se passando com The King (que traz Beth e Wrath e as lutas dos dois em torno do reinado e a vontade dela ter uma criança). Ainda tem montes de conflitos pra resolver!
Jessie: O mundo está repleto deles, e os leitores amam como eles se resolvem na sua escrita. Pode haver a alma de uma mulher em perigo ou vai ser sempre um homem? Você mesma sabe? Sabemos que essas coisas possuem uma tendência de se desenvolver por conta própria às vezes.
J.R.: Certíssimo! E, sim, tem uma mulher, é fato! Cooooooontinue lennnnnnnnnndo, e você vai ver quem é!
Jessie: É muito emocionante! Eu mal posso esperar pra saber quem! E os Irmãos? O que vai acontecer em seguida com eles?
J.R.: Eu estou fazendo o rascunho de The King agora — então eu tô totalmente voltada pro Wrath e pra Beth, Assail e Sola, e Trez e Selena! Eu amo os Irmãos, e eu tô realmente chegando no miolo desse livro — vai ser intenso.
Jessie: A série da IAN tá definitivamente em primeiro na minha lista de melhores séries. Você tem lido livros bons recentemente?
J.R.: Não, infelizmente. Com meu cronograma de publicação do jeito que é, se eu tô acordada, eu tô escrevendo. Eu não tenho tido tempo pra ler em, ai meu Deus, um tempão. Eu sinto saudade!
Jessie: Bem, a gente não pode realmente reclamar, com esses resultados. Muito obrigada por fazer companhia pra gente aqui no HEA!

0 comentários: