terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Xcor




Quem é Xcor?

Quem é Xcor realmente?
Me peguei perguntando a mim mesma certo dia. Não pela polêmica gerada com sua chegada ao mundo de IAN, seu envolvimento com a escolhida caída ou como leva a vida. Mas o macho em si…
Não é apenas a trajetória de um órfão abandonado ao próprio destino, uma criança pega pelo bárbaro Bloodletter para ser criado como filho. Um macho forjado no calor da Guerra, de sangue e lágrimas. Sim, porque para mim é impossível não vê-lo como mais uma vítima de toda essa história emocionante. Os sonhos desfeitos, ilusões perdidas, medos, receios… tudo oculto por uma armadura que teve que forjar para se proteger neste mundo insano.
Até onde a loucura e crueldade podem levar as pessoas?
Esse ódio desmedido pelo Rei Wrath, é somente fruto dos ensinamentos no acampamento de Bloodletter? O ódio passado de pai para filho? Eu acho que não. E se minha teoria estiver certa, temos uma linda e sofrida história pela frente, com direito a livro próprio. Um filho da Glymera, rejeitado por seu defeito físico e abandonado à prórpia sorte. Um macho de sangue nobre a quem foi renegada suas origens, destituído de sua identidade e descendência. Uma alma nobre obrigada a converter-se num frio assassino… Matar ou morrer. Eis o lema cru da Guerra. O que vocês fariam?
Bom… quanto a vocês nada posso dizer, mas a loira aqui espera ansiosamente, completamente apaixonada por algo que sei abalará os mundos de IAN. Preparem-se: os Pilares de Caldwell nunca mais serão os mesmos depois de Xcor… ressurgido das cinzas, sangue por vestimenta e uma história a resgatar…
Poderá o amor libertar uma alma já condenada? 
Eu acho que sim e digo mais: The King... é só a ponta do iceberg…


                                                                                                      Luciana Cavalcante

2 comentários:

Ai, que eu estou tão de acordo contigo. Para mim, Xcor vai ser, ou tem potencial para ser, uma bomba. Continuo a achar que vai ser esse o desgraçado que me vai arruinar o sossego!
Bom ano Luciana! Adorei a publicação.
Beijos.

Bem, vamos esperar para ver... Ainda não conheço muito do Xcor, mas pelo que vi ele tem, nem que seja um pouco, de sentido de honra (ou vai daí estou a confundir com alguém), por isso temos que esperar para ver.