terça-feira, 31 de dezembro de 2013

FELIZ 2014 – mini spoiler Lover at Last - Qhuinn



Olá gente fantástica,

Era mais do que evidente que tinha que cá vir desejar um 2014 fabuloso a todos, não era?
Pois.
Já vos disse que só ando por aqui a bater asas por vossa causa, não já? E a parte da humilhação pública ser só para ver se vocês põem um sorriso no rosto, já disse?
É tudo verdade.

O morceguito não vai sair da gruta esta noite. O pai do morcegão está doente e o morceguedo é solidário e vai fazer companhia ao velhote para o animar. É claro que as crias vão ser devidamente amarradas e amordaçadas a uma árvore, para ver se o resto consegue brindar com uns medronhos em paz e sossego.
A minha dona fartou-se de fazer pudins e bolos para os humanos e o morcegão fez um pote enorme de salada de frutas. E mim passou a vida a ratar-lhe o que descascava… A garrafeira está atestada, a comidinha vai ser da boa. Por isso, humano, morcego ou vampiro, está tudo à vontade de aparecer que a gruta não tem porta!

Uma forma de terminar em beleza é dizer que gostei muito da vossa companhia e que espero contar com ela por muito, muito, muito mais tempo, especialmente o meu amor sublime: a minha Micas musa maravilhosa que ainda não sabe como é especial. Desejo-lhe um ano tão cintilante como ela. E que encontre quem a ponha tão inspirada, acelerada, bem-disposta e, ao mesmo tempo, relaxada, como ela me consegue pôr. Mesmo quando me ignora e diz “xô morcego mau” :D

Para finalizar, gostava de dizer que achei este pequenino excerto uma forma fenomenal de vos dizer que o futuro está em aberto e que ele nos pode trazer tudo quanto merecemos.

Bom Ano.
Beijos bons.


MINI SPOILER PARA ALGUNS
Lover at Last


- Não há problema se… posso tocar-te na barriga? – Perguntou em voz baixa.
- Claro! Não precisas de perguntar. – Layla deitou-se para trás com um sorriso. – O que aí está é metade teu.
Qhuinn esfregou nervosamente as mãos uma na outra, enquanto se aproximava da maca. É claro que tinha tocado em Layla durante o período de necessidade, e depois disso para a ajudar quando foi preciso.
Nunca pensou em tocar no seu bebé.
Qhuinn observava à distância a mão da adaga enquanto esticava o braço. Jesus, a ponta dos dedos tremia como tudo.
Mas parou assim que a tocou.
- Eu estou aqui, - disse ele. – O papá está aqui. Não vou a lado nenhum. Vou só esperar até estares pronto para vir para este mundo, e depois a mamã e eu vamos tomar conta de ti. Por isso, aguenta, ouviste? Faz o que tens a fazer e nós esperaremos o tempo que for preciso.
Com a outra mão, pegou na de Layla e colocou-a por cima da sua.
- A tua família está aqui. À tua espera… e amamos-te.
Era absolutamente estúpido estar a falar para o que devia ser um monte de células. Mas não conseguiu evitá-lo. As palavras, os gestos… eram seus, e, ao mesmo tempo, vinham de outro lado qualquer.
No entanto, pareceu-lhe correto.
Pareceu-lhe… o que um pai devia fazer.


Escusado será dizer que estou a ter morcegasmos…




3 comentários:

Coisa mais fofa! Obrigada por este último spoiler de 2013! Boas entradas ;P

Tão fofo. *-*
Um feliz 2014 a todos! :)

Ele é tao lindo e fofo... (estou para aqui a limpar a baba depois de ter lido isto)
Um excelente 2014 morceguinho
Beijinhos :*