quarta-feira, 16 de abril de 2014

The King - SPOILERS!

Saudações Amantes da Irmandade!!

MissyLi, até tu? Imaginar isso fica meio esquisito hehhehe, Viviana... ainda tens muito que adorar, espera e verás hehehehe

Hoje fui dar umas cerejinhas a MorCeGo, e umas pepitas de chocolate, e sabem que mais? ela tentou morder me, de novo *cruzo os braços* ela simplesmente não aprende, bicho selvagem. Por isso vai ficar mais uns dias de castigo, se o comportamento não melhorar.... terei de pensar num castigo mais severo.... *ar pensativo* Acho que terei de ir falar com o Vishous e o Lassiter. Por falar em Lassiter..... tenho delicias, delicias e delicias que confisquei a nossa MorCeGo.




SPOILERS!!!!!!






[Wrath discute com Beth, ela sai de casa e ele resolve destruir a sala de bilhar, atirando tudo com o caraças.]

John salta para o lado quando um barril inteiro vem a voar em direção à sua cabeça. Felizmente, Vishous conseguiu apanhá-lo antes de cair no chão de mosaico da entrada – o que seria um problema para arranjar.
- Temos de o conter, - alguém murmurou.
- Ámen, - respondeu alguém. Se andar à solta pela casa e haverá merda que nem o Fritz vai conseguir limpar.
- Eu tomo conta disso.
Todos se viraram e olharam para Lassiter. O anjo caído do mau feitio e com gosto ainda pior em quase tudo apareceu do nada – e estava sério, pelo menos.
- Que caralho é isso? – Perguntou V assim que o anjo pôs uma fina caneta na boca.
- Afinal não era um Bic elegante. Com um sopro rápido, Lassiter enviou um pequeno dardo pela sala – e quando acertou no ombro de Wrath, o impacto foi como se o rei tivesse sido apanhado por uma bala no peito.
Cai pesadamente, o corpo a enrijecer e a cair como um carvalho.
- Que caralho fizeste? – V puxou por Wrath e foi atrás do anjo. Mas Lassiter pôs-se à frente da cara do Irmão.
- Ele ia magoar-se, a casa, ou um de vocês, seus parvos! E não te ponhas com merdas. Só vai fazer uma sesta…
Wrath soltou um ronco suave.
Com cuidado, a Irmandade aproximou-se como se estivessem a inspecionar um urso e John foi com eles. Enquanto se formava um círculo em torno da Bela adormecida, ouve muitas pragas abafadas.
- Se o mataste…
Lassiter guardou o coiso dourado.
- Parece-te morto?
Não, de facto, o coitado parecia em paz consigo e com o mundo, tinha boas cores, o corpo tão relaxado que as botas tombaram para os lados.
- Querida… Virgem… Escrivã…
Todos olharam para a porta. Fritz estava de pé com um saco Louis Vuitton numa mão e a expressão de quem testemunhara um acidente de viação estampada no rosto.
John fechou os olhos.
Esperava como tudo que Beth tivesse ido para aquela casa, fechado a porta como prometeu, e aí ficasse durante o dia.
Um dos dois já tinha caído. Não havia necessidade de cair o segundo.


(The King, capítulo 20)


Chamo a isto ser prático e eficiente! Lindo!
E o Fritz? Coitadinho do Fritz. Ele gosta de limpar, mas aquilo foi abuso!...


Excerto 2: vovó da Sola


[Para segurança, Assail leva a avó da Sola para a casa dele. Ela faz a inspeção enquanto ele se perde em pensamentos: tinha de salvar Sola e ainda não sabia onde ela estava.]

- Senhora? – Perguntou Assail.
Ela fechou a porta e foi aos armários.
- Não há nada aqui. Nada. O que é que vocês comem?
(…)
Ela virou-se nos seus sapatinhos brilhantes e pôs as mãos nas ancas.
- Quem é que me leva ao supermercado?
Não era uma pergunta.
E enquanto fitava para os três, parecia como se Ehric e o assassino violento do seu gémeo não estavam menos atrapalhados que Assail.
A noite tinha sido planeada ao minuto – e uma viagem ao Hannaford não estava na lista.
- Vocês os dois estão muito magros, - anunciou, abanando a mão em direção aos gémeos. – Precisam de comer.
(…)
- Bem? – Exigiu. – Não conduzo. Quem me leva?
- Minha senhora, não prefere descansar…
- O corpo descansa quando morrer.
Temos uma hora, - arriscou Ehric.
Enquanto Assail fitava o outro vampiro, a pequena e velhinha senhora pôs a bolsa no braço e assentiu.
- Ele leva-me.
(…)
- Onde está o seu crucifixo?
Assail acordou logo.
- Como disse?
- Não é católico?
Minha querida senhora, nós não somos humanos, pensou.
- Não, lamento.
Olhos raio-laser fixaram-se nele. No Ehric. No irmão do Ehric.
- Nós mudamos isso. É a vontade de Deus.
E lá foi ela, a marchar, a abrir a porta para trás e a desaparecer na garagem


(The King, capítulo 9)


Eu gostei tanto desta vovó!... Ela pequenina, velhinha… pôs tudo na ordem que foi um consolo!
É de mulheres assim que eu gosto!
E eles sem saber o que fazer à vida? Que lindo! Pareciam patos atrás dela!
He he he…
Se andassem atrás de mim mansinhos… Ahhh…




3 comentários:

Cuidado com a sociedade protectora dos animas, Nasan, ainda te caiem em cima :P
De qualquer maneira gostei muito dos excertos que conseguiste surripiar! :D

Cruzes credo!!!! Nem fales nisso que atrai.... *pensativa* achas mesmo que posso tar em problemas? Hummm talvez seja melhor soltar a MorCeGo e deixar ela presa só pela corrente e uma mordaça..... pelo sim pelo não

hahahaha

*Nasan

Sim senhor Lassiter no seu melhor!! E não te esqueças quando fores falar com o V leva-me ctg!!! SIM!!!