quinta-feira, 24 de março de 2016

Os Sombras - Versão Portuguesa

Olá pessoal!!!

Espero que esteja tudo bem.

Como sabem dia 2 de Fevereiro deste ano saiu a versão portuguesa do livro "Os Sombras" e, apesar de ter começado a ler por essa altura, só conseguir acabar de o ler esta semana. Por um motivo muito simples... Estou fora do país desde o início de Janeiro deste ano a fazer um estágio, ou seja, durante a semana estou a trabalhar e quando não estou a trabalhar estou basicamente agarrada ao pc, o que não dá muito jeito para ler. O meu problema é que eu estava habituada a ler durante as viagens de transporte e tempos de espera, mas como não preciso de ir de casa para o emprego (porque eu estou a viver no emprego, eu sei, vida triste...) e tempo livre não havia muito, só conseguia ler perto de um capítulo por dia (em média), mas como estas últimas semanas eu tive que vigiar termómetros e havia bastante tempo livre no trabalho ataquei o livro!!!

(Também não tive aquela pica para o devorar mais cedo porque li a versão original quando saiu a ano passado...)

E o que dizer sobre o livro? Eu a história já tinha adorado, apesar de ter amigas minhas que não concordam muito, né Missy Li? Mas o meu grande medo era a tradução...

Não sei se se lembram o "fiasco" que foi a tradução d' O Rei. Quem é meu amigo no facebook, não da Sunshine propriamente dito mas da pessoa por trás de quem escreve estes posts, sabe perfeitamente a minha frustração a ler o livro e quase sempre que via algo, principalmente as coisas mais berrantes, tirava foto para por no facebook e barafustava sobre o erro que tinha encontrado. Eu só não virei Spider Women com a tradução do livro anterior ainda não sei bem como... pois a vontade de trepar paredes era muita...

E então tanto eu como a chefinha Nasan reclamamos do incidente, uma vez que os livros estão a cerca de 21€ e não estamos a pagar nos enervarmos com a leitura, mas sim para relaxarmos e nos abstrairmos, muitas vezes, do mundo real. Depois da reclamação houve uma compilação dos erros por parte minha e de mais umas amigas (obrigada!!!) que dividimos o livro em porções para ser mais fácil e teoricamente mais rápido. Essa lista foi enviada para a editora e este ano tivemos novo tradutor. (Graças à Virgem Escrivã!!!)

E posso afirmar que, foi uma boa opção!!!! Gostei muito mais da tradução deste livro que a do anterior e, apesar de ter encontrado alguns erros (que tenho apontado e sei exactamente quantos são e onde estão, para o caso de quererem comparar se encontrarem algum :P), foi uma melhoria a olhos vistos do anterior.

Contudo, eu não consigo perceber... O tradutor d' O Rei foi o mesmo tradutor de alguns livros da Irmandade. Já não tenho a certeza absoluta de qual foi o primeiro que ele traduziu, mas acho que foi o do John. A partir dessa altura todos os livros foram traduzidos pela mesma pessoa e, não sei bem como, houve um aumento de erros (tanto termos relacionados com a Saga, como com "disparates" no Português) mas no último foi aquele em que se notou mais... Eu cheguei a apanhar uma frase em que "comeram" uma palavra importante, vai-se lá saber como é  que isso passou a revisão...

Não sei se alguém da Leya ou da Casa das Letras vai ler este post, mas se lerem gostava de dizer para continuarem, se poderem, com esta equipa pois fizeram um óptimo trabalho.

Por hoje é tudo, fiquem bem. Uma óptima Páscoa e uma boa sexta feira Santa para os sortudos que não trabalham (que eu não tenho feriado... a minha sorte é só ter meio dia na sexta...) e até à próxima publicação,
Sunshine ;)

5 comentários:

Olá, qual é o tradutor do livro do Rei? É que é o próximo que eu vou ler e comprei-o mais ou menos no fim do ano passado... e com isto fiquei com medo do que vou ler... Gostava de saber se o livro que eu tenho é do novo tradutor, alguém sabe o nome?

Saudações Ines,

o nome é Luís Santos [ João Quina Edições, Lda. ]
Revisão, Natália Garcia.

E provavelmente deverá ser o mesmo. Podes confirmar-nos depois?

Até breve

*Nasan

Percebo a frustração da Sunshine.
Uma coisa é traduzir para fazer mais sentido em português, o que implica às vezes colocar palavras que não se encontram no original, outra muito diferente é ocultarem palavras-chave do original e não serem fiéis aos termos da Irmandade nos livros todos.

Por exemplo, se no livro do Vishous começaram com o termo Primale, é Primale nos livros todos!!! Não livros mais tarde aparecer Privero ou o Primeiro Macho, que li algures não sei em que livro.
Outro exemplo, o termo líder da glymera, nos primeiros livros está escrito líhder, livros mais tarde leahder, é pá...

Eu também identifico muitos erros, gramaticais então... por isso sim, os livros não são baratos, não se admite uma tradução mal feita e com gralhas deste tipo, é inaceitável. Também reparei que n'Os Sombras, a tradução está muito melhor. Sim, Sunshine, o teu esforço e das tuas amigas foi recompensado.

Outra coisa, na minha opinião, o problema não é quem traduz, mas quem vai depois rever a tradução, penso que esse sim é o grande problema.

O tradutor Luís Santos foi o que estreou a tradução da Irmandade em Portugal, sim ele traduziu o livro de Wrath, depois muito mais tarde o de John e os que se seguiram, por isso é que digo isto, que se calhar não é quem traduz mas quem revê. Ainda bem que a Sunshine fez o que fez. Sempre deu certo.

Peço imensa desculpa, já pareço como as traduções mal revistas.
Eu disse líhder quando na verdade é lídher e disse leahder ou algo assim, quando na verdade é leahdyre ( que ainda é pior, se querem mesmo saber).

Sorry :)

Não tem mal, eu também tive que corrigir umas coisas no post, eu não sou grande coisa a rever o que escrevo. xD

Sunshine ;)