quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013


PROVOCAÇÕES / TEASERS
– Parte 1 - Lover at Last



ATENÇÃO!
LEITURA NÃO ACONSELHÁVEL A ESPÍRITOS SENSÍVEIS, A DOENTES CARDÍACOS, A HOMÓFOBOS NEM ÀQUELES QUE NÃO QUEREM SABER PORMENORES







         J R Ward costuma atiçar os leitores atirando pedaços de informação. Na cerimónia de autógrafos do lançamento do livro Lover Reborn (o dito cujo do Tohr), em Março do ano passado, diz quem lá esteve (e muitos confirmam) que foram adiantados pormenores do livro que se seguiria.

    Lover at Last inicia exatamente onde Lover Reborn acaba;
    O irmão de Quinn vai aparecer (fica em aberto se será, ou não, no final, uma figura simpática); (deve ser mais um reprimido que se quer redimir… ou talvez não)
    Layla está grávida de Quinn (e ultimamente correm rumores que ainda não confirmei) de que vai entregar o bebé a Quinn e Blay para o criarem; (que lindo!... e, de acordo com a visão que Quinn teve, é uma menina!...)
    Wrath vai ter de se assegurar de que o nosso homo-par pode acasalar dentro dos preceitos da Lei Antiga. A Virgem Escrivã não se vai opor. Se vão gravar os nomes nas costas, a resposta é: continuem a ler; (quase apostava que sim, já os estou a ver ajoelhadinhos e tudo…)
    Ninguém sabe como vai ficar Saxton no meio disto tudo, a autora recusou-se a comentar; (por mim, nesta altura, até pode desaparecer… empata-Quinn!)
    Zsadist fará parte da intriga secundária deste livro. (Yes! Eu e o traumatizado da cicatriz somos um caso sério de loucura…)

Para que a espera seja pior, leiam lá isto publicado pela autora na página do facebook a 12.12.12:


"Let me kiss you." Qhuinn groaned as he leaned in. "I know I don't deserve it, but please... it's what you can do for me. Let me feel you...."
Qhuinn's mouth brushed his own. Came back for more. Lingered.
"I'll beg for it." More with the caress of those devastating lips. "If that's what it takes. I don't give a fuck, I'll beg...."
Somehow, that wasn't going to be necessary.

(Lover at Last, MS pg. 318 (and yes, this is Blay's POV, and no, this isn't their first hook up in the book lol)


“- Deixa-me beijar-te. – murmurou Quinn, enquanto se inclinava. – Eu sei que não mereço, mas por favor… é o que podes fazer por mim. Deixa-me sentir-te…
A boca de Quinn tocou levemente na sua. Voltou para mais. Demorou-se.
- Eu imploro – mais carícias daqueles lábios devastadores - se for necessário. Eu não quero saber, eu imploro…
De certa forma, isso não iria ser necessário.

(Lover at Last, Manuscrito, pág. 318 (e sim, é o ponto de vista de Blay, e não, não é a primeira vez que se enrolam no livro lol)”

(tradução livre de morCeGo)

         E ainda querem que eu me dedique a coisas sérias… Como é possível?!... Eu estou que nem posso!... Havia de haver uma lei que me protegesse… Ou um medicamento… Será que é um mal que só ataca a minha negra alma? Se houver alguém no estado em que me encontro, avisem. Fazemos terapia de grupo.



4 comentários:

opá, eu quero o livro traduzido tipo JÁ! A Casa das Letras que meta o turbo e comece a traduzir os restantes à maluca, pois eu preciso deste livro na minha mão urgentemente...A minha alminha defeituosa não vai aguentar uma espera muito prolongada =S...Ah! Gosto do Z, mas não estava a contar que ele fosse a 2º história deste livro por assim dizer, estava mais a contar com o John ou com o Butch pois para mim essas árvores ainda têm muita frutinha para dar

Olá

Eu por cá estou "mortinha" para lhe por as mãos em cima, nunca mais chega, é muito dificil esperar pelo próximo.

oi vcs são de portugal,é isso?eu sou sandra brito, e sou apaixonada por essa serie. achei seu blog e goste muito legal.eu sou do brasil, de uma ciadade chamada caruauru no estado de penambuco, e aqui infelismente livros são muito caros,mas estou mais do que anciosa para ter esse livro na mão estou desesperada.espero que saia logo a tradução em ebook por que aqui demora muito.estou sempre passando por aqui.beijos.meu e-amil:
sandravieirabrito@gmail.com

Pois é, Sandra, somos de Portugal, mas a paixão e a maluquice pela série não conhecem fronteiras! Espero que apareças pelo blogue mais vezes.